trafego de site tipos de trafego
Marketing Digital

Estes são os 6 tipos de tráfego de site para monitorizar

No teu site queres saber onde é que os teus leitores te “encontram”. Sabe que tipos de tráfego existem para analisares e porque é importante fazê-lo.

Table Of Contents

Se já criaste o teu blog ou site, muitos parabéns! É a tua oportunidade de criares um espaço teu, mostrares os teus conhecimentos e também praticar a comunicação.

À medida que vais começando a escrever, partilhas publicações nas redes sociais para aumenta as tuas visitas no site. Mas como saber de onde vêm os meus visitantes? Como saber se a minha escrita de SEO para blogs está a correr bem e a aumentar mais visitas orgânicas? Para estas questões, há solução.

É preciso entender o que é o tráfego de site

O tráfego refere, tal como o próprio nome indica, ao número de utilizador da web que visitam o teu website. Este pode ser medido em visitas, geralmente chamadas de “sessões”. Esta métrica é muito importante para avaliar o sucesso do teu blog, mas não deve ser interpretada sem contexto.

Deves também olhar para outras métricas que te permitam conhecer a audiência, como o tempo que passam no teu blog ou se de facto lêem mais do que um artigo.

Ler mais: Como escrever um artigo para blog em 10 passos

Porque é importante entender o tráfego de um site?

Teres visitas no teu site é realmente importante para a tua estratégia de marketing digital. Ao teres mais visitas, tens leitores, sessões, maior relevância para os motores de busca e, também atrair leads e converter em negócio para ti.

Mesmo para quem tem um blog, ter visitas vai ajudar a segmentar a audiência, criar conteúdo ainda mais valioso e monetizar o teu projecto, se assim o quiseres. É de facto um dado relevante para o teu site e que deves ir monitorizando, de tempos a tempos, para optimizar as visitas.

Quais os 6 tipos de tráfego de website que deves conhecer

Para perceberes melhor como funciona as buscas na internet, estes são os tipos que deves conhecer.

Tráfego orgânico

Este é aquele tipo de tráfego mais importante para ti, porque é “de borla”. Um utilizador pode encontrar os teus posts através dos motores de busca do Google. Procura por uma expressão ou frase ou pergunta e pode encontrar o teu artigo nas primeiras páginas do Google.

Assim tens conteúdo gratuito e durável, pois pode trazer visitas passados meses de teres escrito. Podes ter mais tráfego orgânico através da boas práticas de escrita de SEO para blogs e seguindo uma estratégia de marketing de conteúdo.

trafego de site com dados no google analytics

Tráfego pago

Em contraste com o tráfego orgânico, este é o tráfego em que há links patrocinados. Ou seja, os primeiros resultados que aparecem foram pagos.

A plataforma Google Ads é das mais conhecidas para gerir publicidade digital. Ela funciona por sistema de leilão, em que várias empresas podem “comprar” determinada expressão e obter visitas a um custo específico, dependendo dos factores atuais do mercado.

Podes seguir uma estratégia de publicidade paga para aumentar as tuas visitas, sendo que faz mais sentido quando tens um tráfego orgânico relevante.

Tráfego Directo

É fácil confundir esta definição com a orgânica. Mas há uma diferença relevante. O tráfego directo é quando o utiliza vai ao teu site diretamente, ou seja, abre uma tab no browser e digita o teu endereço directamente.

No fundo, não existem intermediários. Não foi o motor de busca ou as redes sociais a levar aquelas visitas. Foi sim o utilizador. Vais ver visitas por este canal quando já há um conhecimento de marca, o que pode ser um bom dado para perceber o quanto os teus utilizadores reconhecem o teu blog.

Tráfego de E-mail Marketing

Diferente de outros tipos de tráfego, estas são as visitas que recebes da tua newsletter, por exemplo.

São diferenciadoras porque resultam de um material extra, muitas vezes criado por quem tem o site. Além disso, está dentro de um “outro algoritmo”, já que sistemas de envio de e-mails têm de estar preparados para evitar que as pessoas recebam spam e potenciais e-mails fraudes.

Aqui a estratégia de conteúdo também deve ser pensada considerando este meio, que também traz visitas para o teu blog.

Tráfego de Referência

O tráfego de referência é indicado porque algum lugar “referencia” o teu link nos seus portais.

Alguém que escreveu um artigo e referenciou o teu artigo é contabilizado como referência. Estas são links que muitos especialistas de SEO querem para os seus websites, pois permite que o conteúdo tenha um melhor ranking no Google, bem como relevância para o website.

Se tiveres muitos links a apontar para o teu site, estás a dizer que o teu site tem conteúdo útil e é credível, aumentando também as visitas.

Tráfego Social

Tal como o nome indica, são as visitas que as redes sociais trazem ao teu blog.

Por exemplo, publicas o teu blog post no Facebook e alguém clica nele e visita o teu site – vai para este campo.

Saber qual a percentagem das visitas que vêm das redes sociais permite-te perceber onde é que estão os teus leitores. Por exemplo, a rede social mais forte que tenho é o LinkedIn, pelo que devo continuar a partilhar os meus artigos ali, pois trazem visitas.

Sharing is caring!