Follow Us

As soft skills são mais importantes?

As soft skills são mais importantes?

Hard skills ou soft skills, quais as que valem mais? Talvez as soft skills sejam mais difíceis de treinar.

Quais são as skills que as empresas procuram? Para Sam Zell, não é preciso muito.

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e ter um currículo não chega. Há imensos artigos na web sobre como preparar uma entrevista de emprego. O que dizer, o que não dizer, que perguntas pertinentes podem fazer, que perguntas e respostas devemos evitar.  Há também um rol de artigos sobre desenvolvimento pessoal que nos diz exactamente o perfil que as empresas procuram.

De facto, as skills técnicas estão na moda (e as soft skills também)

Quem nunca leu um artigo que dizia que a programação era o novo Inglês? A programação, o design, o CRM, o Marketing Digital são skills com soluções de formação para qualificar mais profissionais.

A par disso tudo, que outras skills devemos ter?

Sam Zell, dono de uma empresa de investimentos à lá Warren Buffett, fala na sua biografia a importância de ter inteligência mas também trabalhar muito:

Há um nível de QI básico que é necessário para trabalhar na minha empresa, mas eu não preciso de cientistas aeroespaciais. Depois do QI, aquilo que profetiza o sucesso de alguém é a acção, a energia, a atitude, as opiniões, a convicção e a paixão. E a capacidade de perceber o centor da questão. Trocaria mais 20 pontos de QI por qualquer uma destas qualidade.

Zell toca numa questão muito pertinente. As competências técnicas são importantes, mas que só se conseguem realmente realçar quando temos soft skills determinantes. Falamos de paixão, energia, atitude.

O que são soft skills?

As soft skills são competências que se diferem das técnicas e estão intimamente relacionadas com as pessoas. Num mundo que está constantemente a mudar, as competências técnicas podem ficar desactualizadas rapidamente. Assim, contratar talento apenas neste parâmetro fica um investimento caro, porque há que continuar a dar formação.

Assim, os recrutadores procuram as chamadas soft skills. São competências de personalidade, relacionadas com a capacidade humana.

Estas skills estão ligadas ao desenvolvimento pessoal. Algumas dessas competências podem ser trabalhadas através do desenvolver do potencial humano e podem ter a ver com várias capacidades.

Por exemplo, a inteligência emocional é uma das competências mais procuradas. É uma capacidade de poder controlar as emoções do próprio e também entender as emoções dos outros.

Ao entendermos o outro, consegue trabalhar a empatia, o saber ouvir e o trabalho em equipa. Estas competências são muito importantes para as empresas, já que permitem ter equipas eficientes, dinâmicas e inovadoras.

No campo da adaptação, muitos anúncios de recrutamento falam em resiliência, essa capacidade de superar desafios e continuar a procurar soluções para problemas cada vez mais complexos.

Outras soft skills têm a ver com a produtividade

A produtividade é algo muito relevante para as empresas. Muitas acreditam que se fizermos mais em menos tempo, a empresa terá mais lucro e poupar custos. Uma das formas de o fazer é medindo a produtividade das equipas.

Assim, as soft skills procuradas para a produtividade são, por exemplo, a gestão de tempo, a habilidade de multitasking ou a comunicação eficiente. Quem consegue gerir o seu tempo, gerir vários assuntos e tarefas e comunicar de forma clara os seus objetivos, é possível fazer mais omeletes com poucos ovos.

Ler mais: Porque trabalhamos mais quando há tecnologia para trabalhar menos?

Porque são estas competências importantes?

Podemos ser os mais espertos da turma mas se não soubermos lidar com pessoas, automotivarmo-nos , a persistir e a fazermos aquilo de que gostamos, não vamos conseguir trabalhar bem e sermos bom profissionais.

As skills técnicas são determinantes para podermos mostrar que conseguimos fazer as tarefas do dia-a-dia numa empresa. Contudo, são as soft skills que nos permitem navegar os vários desafios profissionais com a atitude certa. Sem ela, nenhum profisisonal vai conseguir crescer – e sem crescimento não há sucesso!