social media marketing
Marketing Digital

7 mandamentos para social media marketing

Sucesso nas redes sociais todos querem, mas não é a comprar likes ou a receber artigos que consegues. Estes são algumas regras a seguir em social media marketing.

Certamente já ouviste alguém ou uma empresa a dizer que quer aumentar o seu número de seguidores nas redes sociais. Este mundo é muito apetecível, pois sabemos que muitas pessoas visitam as redes sociais todos os dias.

Em Portugal a rede social mais popular é o Facebook, e o Instagram encontra utilizadores entre os mais jovens. Onde há público é onde também as marcas querem estar, para vender os seus produtos. É algo que já faz parte da vida das pessoas e dos departamentos de marketing.

O que é o social media marketing?

O social media marketing são estratégias para conseguires ter relevância nas plataformas que são as redes sociais. Ao contrário de um blog, que consegue ter tráfego através de motores de busca, as redes sociais têm os seus próprios algoritmos.

Combinam likes, comentários, partilhas e visualizações para mostrar-te conteúdo que tu mostras interesse e também o que empresas e pessoas pagam em anúncios. É assim um ecossistema que vive da relação que tens com os utilizadores e a receção que o teu conteúdo tem.

Por mais útil que seja o teu conteúdo, se não tiver interações, dificilmente vai chegar a muita gente. E não consegues “pesquisar” uma story no Instagram. Tens de abrir a app e consumir esse conteúdo.

Mandamentos para as redes sociais

Para se ter sucesso nas redes sociais, precisas de uma audiência. Assim, é muito importante saberes para quem é o teu serviço ou produto.

Um restaurante tem serviços de comida para pessoas, mas é preciso pensar mais longe. Há certamente um público-alvo que estará mais atento aos teus produtos e com mais vontade de comprar.

Por isso, pensar num cliente ideal é uma forma de criares conteúdos específicos para chamar à sua atenção e mostrar-lhe o teu perfil, seguir e também interagir.

Contudo, é preciso ter em atenção para não manipular o teu público. O sucesso fácil não ajuda na tua marca, nem na sua longevidade. Em vez de seguires atalhos só para tees aquele número de seguidores bonito, estes são alguns mandamentos a seguir.

1 – O Conteúdo é Rei

Esta máxima do marketing digital é questionada várias vezes, mas continua a ser verdade. O que as pessoas procuram é conteúdo, quer seja em áudio, texto ou vídeo.

Ouvir um podcast é ouvir uma conversa entre duas pessoas. Queres conteúdo para te entreter, passar o tempo, ter uma companhia enquanto caminhas ou aprender algo.

Quando tens um problema, queres uma solução e pesquisas na net. Procuras os ténis, o frigorífico. E quando queres comprar um sofá ou resolver um problema em casa, Googlas a informação para te ajudar a entender e a decidir.

Por isso é que o conteúdo é rei no digital, é aquilo que as pessoas procuram. Para se informar, comprar, tomar decisões, entreter, fazer exercício físico, ler. Tudo é conteúdo e por isso se o produzires vais ter uma melhor presença na internet.

O mesmo se passa nas redes sociais. As pessoas vão seguir a tua marca pelo conteúdo. Se és um restaurante, gostam de ver os pratos para preparar a sua próxima visita. Se és um consultor, querem aprender contigo para ganharem confiança e trabalharem contigo. Se és uma loja, querem ver os produtos novos até encontrar o que querem.

O visual nas redes sociais conta muitos, mas no final do dia, é o conteúdo – marca, produto – que vai fazer-te ter seguidores ao longo do tempo.

2 – Socializar, não anunciar

O social media marketing tem duas componentes: as redes sociais e o marketing.

De um lado tens o marketing, que se rege por objetivos, marcar, KPI’s. Do outro lado, tens interação, envolvimento, likes. Como juntar estas duas dimensões?

É focares-te mais no aspeto social. As redes sociais têm conteúdos de venda, mas esses são intrusivos e nem sempre têm alcance. Por isso é que vês muitos produtores de conteúdo fazer giveaways ou passatempos para aumentar os seus seguidores.

Contudo, este efeito é pouco duradouro e não mostra se as pessoas te seguem porque gostam da tua mensagem ou se querem uma borla.

Assim, deves estar nas redes sociais para interagir. Cria conteúdo que aproxime as pessoas, que as ponha a pensar. Partilha bons momentos e conteúdo autêntico, e também momentos reais que permita as pessoas ver que também tu tens dificuldades. Partilha as tuas causas e desenvolve empatia por situações dos outros.

As redes sociais servem para socializar, tens um palco para partilhar a tua imagem, mas esse palco também deve ser usado para conteúdo para ajudar o outro. Criar valor através da ligação entre pessoas é esse o objetivo das redes sociais.

3 – Pensar em pessoas, não marcas

No seguimento do segundo mandamento do social media marketing, pensa sempre em pessoas.

Por detrás de uma marca ou loja, está sempre uma pessoa. Que usa o conteúdo para fazer passar a sua mensagem.

Assim se estás a criar a tua marca, foca-te na tua mensagem pessoal. Quais são os teus valores, passatempos, medos, paixões? Ao falares sobre isso, outras pessoas vão-te conhecer e também empatizar contigo. Até encontrar coisas em comum e criar uma comunidade!

Se a tua marca não é pessoal, mas sim um produto, pensa nos benefícios que traz a pessoas comum. E mesmo que seja para B2B, pensa nos gestores e profissionais que a usam.

No fundo, mesmo nas redes sociais, as marcas devem pensar no seu público-alvo como pessoas normais que têm interesses e problemas comuns. Ao empatizares com essa realidade, vais escolher melhor temas e conteúdos a falar. É assim que consegues aproximar-te e criar uma boa comunidade.

telemovel com redes sociais social media marketing

4 – Entender tendências, mas fazer estratégias personalizadas

Todo o marketing deve ser personalizado, é assim que se ganha. Mesmo que entendas que toda a gente precisa do teu conteúdo, há certamente um grupo de pessoas que com certas motivações está mais interessado em comprar os teus serviços.

No social media marketing, há uma grande cultura de estar atento às tendências. Quais os vídeos virais, quais os temas que estão trending no Twitter, o que é esta nova app que é o TikTok ou ClubHouse.

Muitos marketers estão sempre atentos à procura da nova rede social que podem começar a capitalizar, porque chegaram lá primeiro. Por isso, é fácil começar a produzir conteúdo, criar várias redes sociais, mas depois tal não se traduzir em resultados.

Porquê? Porque a tua estratégia tem de ser de acordo com a tua missão e não o que todos os outros estão a fazer. Deves sim entender o que está a ser usado, e depois pensar se tal se adequa para a tua estratégia.

Vale a pena estar no TikTok? O meu conteúdo pode vingar aí? O meu público-alvo está nesta rede social ou continua a estar no Instagram, onde já tens uma boa presença? Assim, tem sempre em mente que deves estar atento às mudanças do mercado, mas não usá-las tal como estão. Tens de pensar e adaptar à tua marca, aos teus objetivos.

Ler mais: Como definir objetivos para 2021 em 7 passos

5 – Consistência é chave

Como podes ver, não é preciso estares em todas as redes sociais. Mas precisas de uma coisa: consistência.

Mais vale teres duas redes sociais em que comunicas todas as semanas, do que ter várias, começares e depois deixares de comunicar.

A consistência envolve foco e disciplina. Para poderes crescer a tua mensagem e ideia, tens de ser consistente. Publicar tem de ser um hábito, por isso o planeamento é fundamental para estares presente. Não é para exagerar ou não dormires. É criares constantemente publicações sobre a tua mensagem.

Se o fizeres ao longo de meses que vais começar a ser notado. É assim que a tua marca ganha visibilidade. Ao notarem que tens imenso conteúdo, mostras estabilidade e robustez.

Por isso, não esperes ter sucesso em apenas dois meses. O sucesso pode só vir passado alguns anos. Mas vais ter pequenas vitórias que te mostram se estás no bom caminho.

6 – Diversificar

Ligado a este conceito de consistência, vem também o conceito de diversificação.

Estares dependente de apenas uma rede social não é uma boa estratégia. Isto porque o algoritmo pode mudar e perdes o alcance. Também porque a tua conta pode ser cancelada e perdes todo o teu trabalho e seguidores.

Logo, tens de diversificar. Podes ter um Facebook, um Instagram e um LinkedIn. Vais estabelecer uma presença em cada rede social de diversas formas. E podes usar as mais-valias de cada uma para gerar interesse na tua marca.

Se, por exemplo, utilizas o Instagram e fazes entrevistas no IGTV, porque não colocá-las num canal de YouTube? Terás duas fontes diferentes de tráfego.

Podes também partilhar partes dos teus artigos de blog no Twitter ou no LinkedIn. No fundo podes utilizar o mesmo conteúdo e usá-lo de diversas formas para diferentes plataformas. Diversificar é a regra!

7 – Fazer Social Listening

Em marketing digital, há várias práticas, como olhar para a concorrência. Esta é uma forma de perceberes o que outros estão a fazer que lhes traga sucesso e caso isso pode ser incluído na tua estratégia.

Neste caos, para o teu plano de social media marketing, deves fazer social listening.

É um processo de procurar nas redes sociais, plataformas de média e websites por menções ou conversas sobre a tua marca, produtos, serviços, blog. Deves também procurar informação sobre a tua concorrência e a tua indústria, para complementar o contexto.

Este é importante para humanizar a tua marca, perceber como falam de ti e obter feedback dos teus utilizadores. Logo deves ouvir, colocares-te de fora.

Podes também neste exercício rever o teu próprio trabalho. Vê os posts com mais likes, o que perguntam nos comentários, o que perguntam a pessoas da tua indústria, quais os temas de que estão a falar. Numa espécie de relatório, reúnes feedback da indústria, de outros players, de até pessoas que segues e gostas. Podes aprender muito com elas apenas “ouvindo”.

Estes são alguns mandamentos do social media marketing, que te vão ajudar a ter uma presença autêntica, conteúdo rico e uma estratégia para criar uma comunidade à volta da tua mensagem.

Sharing is caring!