mulher a lidar com o síndrome do impostor
Carreira

Como lidar com o Síndrome do Impostor

Na tua carreira muitas vezes sentes-te inadequado e não confias nas tuas capacidades. Estas são algumas formas para lidar com o síndrome do impostor.

Na tua carreira, vais ter altos e baixos. Projetos de que gostes mais, colegas de trabalho com quem tens menos afinidade. Vais também ter momentos de dúvida em que apesar de toda a tua experiência, sentes que não tens capacidade para concretizar algo.

Estás assim a lidar com o Síndrome do Impostor.

O que é o Síndrome do Impostor?

Este Síndrome do Impostor identificado no psicologia refere-se a um sentimento de achares que não és suficientemente bom para fazer algo. É uma quebra da tua autoconfiança, em que duvidas que sejas capaz de fazer algo.

É provável já teres sentido isto na tua carreira. Quando és aceite num novo projeto e sentes que não tens a mesma competência que os teus colegas. Ou até no teu blog, em que queres falar sobre um tema, mas achas que não és tão especialista para falar sobre isso.

Acho que parte do problema está em sermos ensinados a ver tudo em dualidades, certo, errado, ignorante, conhecedor. E quando pensas no teu projeto achas que deves ser especialista, se não és, é porque não o és.

Contudo, este pensamento prejudica a tua evolução. Entre seres um iniciante e um especialista, existem vários degraus a percorrer e tu podes estar num deles.

Quando começas algo novo, não começas do zero. Levas as tuas experiências e conhecimentos contigo. Mesmo se estiveres a aprender a programar e nunca o tenhas feito, há outras competências que tens, como organização, pensamento crítico.

O Síndrome do Impostor afeta quem também tem sucesso

Este sentimento de inadequação pode influenciar pessoas que consideras referências. Porquê? Porque cada um tem os seus desafios e obstáculos a ultrapassar. A vida coloca-te várias situações à frente e, face ao desconhecido, duvidas se tens as ferramentas. É nestas situações que questionas o que estás a fazer, porque estás a fazer.

Quem tem mais sucesso não é porque tem menos obstáculos, pode até ter objetivos mais ambiciosos e alguma “reputação de sucesso” a manter.

As causas deste síndrome podem ser o perfecionismo, sentimentos que não mereces o sucesso que tens, a necessidade de resolveres todos os problemas do mundo. Ao focares-te demasiado nestes sentimentos, a tua felicidade fica em risco, criando uma espiral menos saudável em que a tua autoconfiança fica magoada.

Ler mais: Deves focar no resultado ou no processo? Eis a resposta

tesoura a cortar a palavra cant para ultrapassar o síndrome do impostor

Como ultrapassar o Síndrome do Impostor

Este síndrome pode aparecer ao longo da tua vida, em diversas circunstâncias. É um sentimento de inadequação natural, pois sair da zona de conforto é um processo.

Assim, talvez não consigas eliminar totalmente este Síndrome de Impostor, mas não tem problema. Ele até pode ser um motivador para te tornares melhor. Assim, experimenta várias técnicas para lidar com aquela vozinha interior.

Pensa naquilo que já tens

Não vejas no que ainda te falta conquistar, mas sim no que já conseguiste ter.

O ser humano é um bicho insatisfeito, por isso vamos sempre olhar para o jardim do vizinho e querer mais. Contudo, parte da felicidade está dentro de ti, daquilo que já tens e dos teus valores.

Por isso, na tua carreira, olha para as várias experiências que tiveste e como elas te ajudaram a chegar onde estás.

Trabalhar muito

A forma de ultrapassar este síndrome é trabalhar muito. Não é trabalhar mais horas ou mais que os outros, é trabalhar muito para os teus objetivos.

Por isso, deves primeiro definir o objetivos e ir trabalhando de forma consistente. Até se quiseres fazer um desafio de produzir muito num curto espaço de tempo, podes ainda beneficiar do efeito cumulativo.

Quanto mais trabalhares, vais evoluir a tua competência, ter mais experiências e, com isso, ganhas mais confiança em ti. E o Síndrome de Impostor vai desaparecendo aos poucos.

Ler mais: Como definir objetivos para 2021 em 7 passos

Trocar experiências com outros

O networking permite-te conhecer outros profissionais que também têm as mesmas dúvidas que tu. E outros que já passaram pelos teus desafios e te podem aconselhar.

No fundo, ter uma rede de suporte pode ser uma grande ajuda para enfrentares os teus obstáculos e combater este sentimento de inadequação. Cria a tua tribo de pessoas de referências e podem aprender juntos.

Apostar na aprendizagem

Estamos sempre a aprender porque o mundo está sempre a mudar. Não te preocupes com o que não sabes, porque ninguém sabe tudo! Assim esforça-te para aprender e ser melhor, não que os outros mas de ti.

A tua jornada de desenvolvimento pessoal é muito própria e alinhada com os teus valores. Já a evolução da tua carreira vai estar dependente das aprendizagens que fazes. Que pode ser através de experiências ou através de formações. O intuito é estar sempre a aprender, a evoluir.

Ler mais: 8 sites de cursos online para experimentares agora

Diz que sim!

Uma das coisas que aprendi no desafio 90 dias foi o conceito de “high energy”. Quando vais agarrar uma oportunidade, diz que sim e descobre vais chegar lá depois.

Se estás entusiasmado com algo, diz que sim. Se for realmente importante, vais torná-lo em prioridade e encontrar tempo para trabalhar nos teus objetivos. Não é de todo uma tarefa fácil, mas é aquele primeiro passo para combater o receio de fazer algo novo. Experimenta!

Ler mais: 7 técnicas de gestão de tempo para ser mais eficiente

O Síndrome de Impostor aparece até naquelas que são mais bem sucedidos e é algo que pode aparecer em diferentes fases da vida. Deves identificar quando acontece, desconstruí-lo e encontrar estratégias para o enfrentar, superando os teus medos.

Sharing is caring!