instagram
Blog Marketing Digital

Se já tens um Instagram, também devias ter um site?

És influenciadora no Instagram e tens lá a tua comunidade? Então porque deves criar um site? Aqui ficam algumas questões para pensar sobre o assunto.

No outro dia, estive a falar sobre esta questão de ter ainda um blog passados cinco anos. De facto, não sabemos bem as estatísticas, mas parece que os blogs andam a desaparecer.

Contudo, essa pode não ser bem a verdade. Nos Estados Unidos, havia mais de 500 milhões de blogs em 2019, sendo o WordPress seria o software de mais de 60 milhões, segundo um artigo da Optinmonster.

Ou seja, o número de blogs continua a crescer lá, mas suspeito que em Portugal os números andem a variar.

Os blogs desaparecem e o Instagram cresce

Ao analisar os últimos 10 anos, nota-se que os utilizadores e os criadores de conteúdo têm encontrado outras plataformas para partilhar o seu conteúdo. Uma delas é o Youtube, mas as bloggers parece-me ter uma preferência no Instagram.

Antes, algumas bloggers, como A Pipoca mais Doce ou a Helena Coelho, partilhavam conteúdos nos seus blogs, até que passaram de actualizar o blog e dedicaram-se a construir uma comunidade no Instagram. Como a plataforma vive visualmente, é o ambiente perfeito para quem gosta de falar de temas de maquilhagem, produtos, alimentação saudável e até marketing digital.

Ler mais: O que publicar em cada rede social para promover o teu blog

É inegável o crescimento do Instagram como solução para marcas digitais

Além disso, tem um custo de criação mais baixo que o Youtube. Para além de criar um vídeo por semana, ter uma conta de Instagram ajuda a criar conteúdo todos os dias (através das stories), recolher milhares de seguidores (parece mais fácil clicar no “Seguir” do Instagram do que o “Subscrever” no Youtube) e é bem rápido ver mini vídeos de 30 segundos que um vídeo semanal de 10 minutos.

Por isso reconheço que muitos consigam mais rapidamente criar uma marca pessoa no Instagram do que criar um site.

Ler mais: Quanto custa criar um blog: alojamento, plugins e outros

Contudo digo isto: se já tens um Instagram, também devias ter um site

Sim, não sou só eu a recomendar isto. A verdade é que as redes sociais têm um problema: por mais conteúdo que coloques lá, não és dono desse conteúdo ou desses seguidores.

Tal é visível de cada vez que o Instagram muda de algoritmo. Com cada alteração, muda as regras e faz os produtores de conteúdo criar novas formas de comunicar os seus serviços ou produtos. Mas tal desvia-te do principal.

Quer seja em rede social ou blog ou site deves sempre entregar valor ao utilizador. Só que com as mudanças de algoritmo ficas mais preocupada em como satisfazer o algoritmo em vez de criar a comunidade que queres.

Ao teres um site também estás sujeito ao algoritmo dos motores de busca é verdade, mas tens uma vantagem. É que os motores de busca valorizam o conteúdo útil para o leitor. É valorizada a consistência, as boas práticas de SEO para blogs e a rapidez do teu site. Ao cuidares deste teu “jardim”, conheces melhor a tua audiência, crias conteúdo durável e que pode chegar a mais pessoas.

Se estiveres sempre a publicar no Instagram, a rede social “convida-te” a fazer anúncios para chegar a mais pessoas. Se estiveres a publicar no teu site, estás a criar reputação de domínio e visitas que depois podem converter. Por isso, alimentar ambos deve ser importante para qualquer produtor de conteúdo.

instagram website

Assim, porque deves ter um Instagram e um site?

O que recomendo é isto: ter redes sociais e também ter um website, com um blog para conteúdo.

Sim, eu sei que é difícil dizer aos teus seguidores do Instagram para irem ao teu site ver os teus conteúdos. Contudo, podes utilizar ambas as ferramentas para o teu projecto, das seguintes formas:

Ler mais: Como escolher o nome do blog? Faz estas 3 questões

Conhecer o comportamento da tua audiência

O próprio Instagram tem as suas estatísticas demográficas e são limitadas. Numa ferramenta como o Google Analytics, consegues ver as visitas ao teu site, quais as páginas mais procuradas e quais as keywords que mais relevância têm para ti. No Instagram podes assim retirar feedback do que as pessoas gostariam de ver e utilizar o teu blog ou canal de Youtube para então criar os conteúdos pedidos.

Criar outro tipo de conteúdo

Se queres fazer mais conteúdo interessante para a tua audiência, varia as formas de chegar à mesma. Se já fazes Instagram, fazer um blog ajuda-te a pensar na escrita. Com fazer vídeos vais praticar a linguagem. E se ainda praticares fazer tweets no Twitter, vais ter um poder de resumo fantástico.

Ter mais do que um meio para explorar conteúdo pode ser uma forma de chegar a tua mensagem a diferentes públicos.

Ter o teu portefólio

Esta dica é para content writers e freelancers: ter um site é super relevante para mostrar quem és, a tua experiência e o teu portefólio. Vais usá-lo para apresentar a clientes ou empresas, em processos de recrutamento. Podes também partilhar em conferências ou para divulgar os teus cursos online. Ter uma presença digital cuidada é fundamental em termos de carreira e apostar num site faz toda a diferença.

Criar a tua loja online

Por fim, esta é a vantagem de ter um site ou blog. O Instagram tem a sua própria loja, o Instagram Shopping, mas está pouco rentabilizada em Portugal. Além disso, ter uma loja completa dá-te mais credibilidade e flexibilidade para venderes os teus produtos físicos, serviços ou produtos digitais.

Sair da rede social para o teu próprio site é teres o teu espaço online, com poucas limitações de espaço, algoritmos e regras para cumprir. Por isso, caso tenhas um Instagram, considera também criar um site para desenvolver a tua marca pessoal, conhecer melhor a tua audiência e, no futuro, até ter uma loja de serviços. Investe no Instagram e também no blog, no longo prazo, vai compensar!

Sharing is caring!