DESENVOLVIMENTO PESSOAL

O que é o Desenvolvimento Pessoal + três passos para começar

Hoje trago-te aquilo que deves saber sobre desenvolvimento pessoal.

Este é um tema que está nas bocas do mundo. Provavelmente já ouviste esta palavra. Ou melhor as coisas da “auto-ajuda”. Não está longe da verdade, mas o desenvolvimento pessoal é muito mais que isso.

Neste artigo, tens um guia sobre desenvolvimento pessoal, em que vais saber:

O que é o desenvolvimento pessoal?

O desenvolvimento pessoal é sobre desenvolver o potencial humano.

Todos queremos ser felizes, no campo pessoal. Mas como chegamos a esse estado? A felicidade é interna ou externa?

Na procura da felicidade, percebemos que temos ferramentas internas que nos permitem concretizar os desejos que temos. É para isso que serve o desenvolvimento pessoal.

Começares a desenvolver-te individualmente é aprender a lidar com as coisas que te acontecem e a usar ferramentas para concretizar o que te torna feliz.

O desenvolvimento pessoal é um processo de potencialização de competências para conquistar objetivos e criar condições para uma vida bem-sucedida em todas as suas instâncias.

Em termos mais teórico, é uma temática que contempla diversos conceitos, recursos e ferramentas relacionadas com o desenvolvimento do potencial humano.

Assim, temos de perceber o que é o potencial humano.

Vamos pegar no dicionário. Ele diz-nos o seguinte:

desenvolvimento pessoal definição de potencial no dicionário priberam

Potencial é possibilidade. É um conjunto de recursos. É a capacidade de trabalho.

O potencial humano é aquilo que consegues tornar possível, através dos recursos que tens disponíveis e do teu trabalho. Potencial é dizer que aquilo que tu queres é possível de ser concretizado. Logo, ao desenvolveres o teu potencial, desenvolves a tua capacidade de realizar sonhos. O desenvolvimento pessoal é a forma de fazer crescer o teu potencial e, consequentemente, tornar realidade a tua felicidade.

Porque está na moda

rapaz a beber café e a abrir um livro com o richard branson
Photo by Austin Distel on Unsplash

Dizem que a moda é cíclica. E se olharmos para a história, o ser humano sempre quis melhorar e inovar. A ideia de progresso está enraizada desde que vivemos em comunidade. Darwin contribuiu para este debate com a sua Teoria da Evolução das Espécies. Ao provar que não era o mais forte que sobrevivia, mas sim aquele se adaptava melhor ao ambiente, o ser humano sempre teve medo de perder o seu lugar na cadeia alimentar. Assim, havia que estar sempre pronto para o pior. E lutar pela sobrevivência da espécie.

A idade do gelo, a peste negra, a gripe espanhola, os terramotos, os incêndios, os tsunamis, as fomes e as crises económicas. Estes acontecimentos mostraram à humanidade que o pior acontece e que podemos morrer como espécie se não estivermos preparados.

Assim, o progresso é a forma de nos adaptarmos melhor ao que aí vem. Se há um problema de saúde, inventamos uma vacina. Prevenimos os problemas de saúde com medicina, os problemas económicos com consumo, os problemas humanitários com leis que penalizam as infrações. Se não nos adaptarmos morremos. Por isso há que criar condições, regras, padrões morais para o ser humano viver século após século.

Então vemos como o desenvolvimento pessoal aparece atualmente como um mecanismo de adaptação. Nos últimos 20 anos, a sociedade transformou-se como nunca antes visto. A rápida digitalização nas empresas, comunicações, compras e consumo revolucionaram a nossa forma de viver. E de uma forma muito rápida. Se antes uma nova edição de uma máquina fotográfica poderia demorar 10 anos a aparecer, agora as versões aparecem com meses de distância.

E com a mudança vem a adaptação a novas crises, mais profundas, e a nível global, em que ninguém fica ileso. Como podemos gerir essas crises para que a espécie humana as ultrapasse? Através da nossa capacidade de adaptação. E ela nasce no nosso potencial, da nossa capacidade de trabalho e de concretizar o que queremos. Daí o desenvolvimento pessoal ser muito relevante nos dias de hoje.

Em que áreas atua o desenvolvimento pessoal?

O desenvolvimento pessoal pode abarcar todo o conhecimento que temos no ser humano e que pode ser melhorado. Aqui ficam algumas áreas que o desenvolvimento pessoal te ajuda a trabalhar:

  • Inteligência emocional;
  • Motivação;
  • Gestão de tempo;
  • Comunicação interpessoal;
  • Desenvolvimento de pontos fortes e minimização de pontos fracos;
  • Construção ou renovação de entidade;
  • Auto-conhecimento;
  • Educação financeira;
  • Empreendedorismo;
  • Liderança;
  • Marca pessoal;
  • Gestão de conflitos e de crises;
  • Relações parentais e familiares;
  • Relações amorosas e românticas;
  • Estilo e qualidade de vida.

Estas são algumas das áreas, mas existem mais. Como podes ver, o desenvolvimento pessoal pode ser aplicado a vários aspectos da tua vida.

O desenvolvimento pessoal e a autorrealização

Provavelmente já ouviste falar da Pirâmide de Maslow.

É uma pirâmide criada por Abraham Maslow que mostra as necessidades humanas em forma de pirâmide. Na base da pirâmide, temos as necessidades básicas com as quais não podemos viver e nas cinco categorias, as categorias acima só podem ser concretizadas se as debaixo existirem.

Na imagem, podes ver as categorias que compõem a pirâmide:

Como podes ver, a categoria do topo está relacionada com o desenvolvimento pessoal ou com as realizações pessoais. É a categoria mais difícil de atingir, pois todas as outras debaixo têm de estar completas.

Por isso é fácil de explicar porque é que por vezes temos casa, família, segurança, coisas e reconhecimento, mas parece que nos falta qualquer coisa. Desenvolvermos o nosso potencial e os nossos sonhos não é um capricho: é uma necessidade humana.

No campo profissional, o desenvolvimento pessoal é relevante. Há certas variáveis que não podemos controlar, como o mercado de trabalho, as crises económicas, as finanças da empresa onde trabalhamos. Contudo, há certas decisões que estão ao nosso alcance. Assim podemos determinar o percurso da nossa carreira e tomar decisões que nos aproximam dos nossos valores de felicidade.

Logo, deves utilizar o desenvolvimento pessoal para cumprir uma necessidade. Se não colocares o teu talento, a tua curiosidade e criatividade em prática, poderás sentir-te incompleta. A necessidade não fica suprimida, mas existe em ti. Por isso, o desenvolvimento pessoal ajuda-te a completares todas as necessidades humanas que tens, é uma ferramenta muito útil para ti.

Ler mais: Para que serve o desenvolvimento pessoal afinal?

Como utilizar o desenvolvimento pessoal?

Agora que sabes que queres evoluir, tens de saber por onde começar.

No entanto, não comeces a fazer tudo de uma só vez. Foca-te numa das áreas mencionadas. Em cada área escolhida, podes desenvolver de diversas formas.

Por exemplo, no campo profissional, podes querer melhor a tua skill de liderança. Podes trabalhar a liderança porque não tens bases nenhumas.

Sendo já um líder, podes obter mais feedback para melhorar. Ou podes ser um líder que teve de lidar com um momento bastante delicado na tua equipa e queres ter mais ferramentas para gerir esse momento.

No fundo, o desenvolvimento pessoal permite-te aplicar conhecimentos na tua vida e a teres comportamentos que podem ajudar-te a retirar o melhor de cada situação.

Que ferramentas posso usar?

rapariga a segurar um livro que diz my life journal
Photo by My Life Journal on Unsplash

Existem várias ferramentas que podes utilizar durante o teu desenvolvimento pessoal. Cada ferramenta deve ser adaptada à área que estás a trabalhar e ao teu objetivo em concreto. Podes utilizar e reutilizar estas ferramentas em várias etapas do processo.

Coaching

Esta é possivelmente a que melhor conheces ou ouviste falar.

Um processo de coaching é feito com um profissional que te ajuda a obter as ferramentas certas para te levar do ponto A ao ponto B. O coach não é um psicólogo ou uma pessoa que te dá as respostas ao que tu queres. Um coach ajuda-te a fazer as perguntas certas, orienta o teu caminho para o teu objetivo e ajuda-te através de várias ferramentas e recursos ao seu dispor.

Análise SWOT

Muito utilizada no campo profissional e que podes utilizar para os teus objetivos profissionais. SWOT é uma análise que se faz a um produto, serviço, ideia em que são medidas as Strenghts (forças), Weaknesses (fraquezas), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças).

Esta análise é simples, prática e muito eficaz. É possível obter grandes informações com esta análise e ajuda-te a dar passos concretos e riscos calculados.

Gestão de projetos

Esta ferramenta é útil no campo profissional e funciona quase como um laboratório, pois faz-te arregaçar as mangas e a pores as tuas skills em prática. Um projeto pode ser feito para que possas melhorar a tua gestão de tempo, a comunicação interpessoal, a escrita eficaz.

Esta atividade pode ser mais direcionada para quem tem um papel de gestão. Contudo, se te colocarem um projeto, pode ser um excelente desafio de desenvolvimento pessoal.

Meditação

A meditação não é apenas para quem faz yoga ou é budista. Cada vez mais empreendedores utilizam a meditação para melhorarem o seu foco e concentração, esvaziar a mente de preocupações, pensar de forma mais clara e ter uma maior sensação de bem estar.

Muitos fazem o seu ritual matinal de meditação e apenas com 10 minutos de total foco na atividade é possível ver melhoramentos em poucas semanas. É uma experiência que implica muita determinação para não desistir à primeira. Contudo, é muito interessante, pois permite-te estar em contacto com a tua mente e o teu corpo e pode-te ajudar diretamente no trabalho.

Começar um journaling

O journaling é muito mais do que manter um diário. É um exercício de escrita estruturado e com o propósito de te ajudar a definir os teus objetivos, a analisar as tuas emoções, a descodificar obstáculos e a concretizar as tuas motivações.

Através da escrita, exteriorizas os teus pensamentos mais profundos e ficarás a conhecer-te melhor. Um exercício de journaling guiado, com desafios é certamente uma ferramenta a utilizar.

Ir a conferências

Para te iniciares no desenvolvimento pessoal, podes ouvir histórias de outras pessoas para saber como elas conseguiram desenvolver o seu potencial. Existem muitas conferências sobre o tema, que se podem focar mais no mundo empresarial ou no empreendedorismo. No entanto, não vás com preconceitos. A minha dica é ires com a mente aberta e não torcer o nariz às primeiras ideias. Podes também ir com um amigo para partilhar a experiência.

Qual o paradoxo do desenvolvimento pessoal?

menina de braços abertos a olhar para uma montanha

Rob Estreitinho tem uma newsletter chamada Salmon Theory. Acompanho esta rubrica há vários meses e deve ser a única newsletter que ainda não eliminei do meu e-mail, pois tem sempre conteúdo útil. Ele é estratega e fala com pessoas sobre como utilizar a estratégia na sua vida. Outras vezes apenas fala sobre assuntos vários, como se fossem momentos de reflexão.

No mês passado a newsletter do Rob, com o título “Naval Ravikant on freedom”, fala sobre o paradoxo do desenvolvimento pessoal.

No desenvolvimento pessoal, encontras as mesmas mensagens, mas ditas por diferentes fontes e diversas formas. Sim, quer fales com a pessoa A ou a pessoa B, vais receber a mesma ideia. Sê diferente. Lê mais livros, faz meditação, poupa dinheiro, come produtos naturais.

Todos estes conselhos são os mesmos, pelo que podemos pensar que se estas ideias já existem há centenas de anos e continuam a ser partilhadas, é porque são ideias válidas.

O problema é que as mesmas ideias produzem os mesmos resultados – ou até nenhuns, diz Rob. Se todos vamos ser diferentes, vamos ser todos iguais.

Este é o paradoxo. Queremos ser todos diferentes, mas podemos ser iguais. Lê mais sobre esta temática neste artigo.

Três passos para começar

Para te conheceres internamente, tens de te analisar. E uma boa forma de o fazer é externalizares o teu conhecimento e as tuas emoções.

Começa um journaling. Começa a escrever todos os dias o que sentes. Relê nos dias seguintes e analisa a tua vida. Estás focado no que te corre bem ou no que te corre mal? Olhas apenas para aquilo que não controlas? Há claramente um assunto do passado que não consegues ultrapassar?

Ao leres o que escreveste vais ter maior claridade para saber por onde deves começar o teu trabalho de desenvolvimento pessoal

Trabalha o teu autoconhecimento

Recomendo como ponto de partida ler o livro “Inteligência Emocional”, de Daniel Goldman. Este agrega vários temas abordados no desenvolvimento pessoal, como autoconhecimento, educação, empatia.

Se queres trabalhar o teu mindset para poderes ter ferramentas para perseguir os teus objetivos, pode ler o “Poder Sem Limites” de Tony Robbins. É um livro denso, mas muito completo. Este aborda os processos internos e mentais que tens de desenvolver para poderes concretizar os teus sonhos.

Tens medo de arriscar? Não consegues ter uma relação saudável e duradoura? Sentes que não fazes o que gostarias?Então, este livro do Tony ajuda-te a programar a mente para poderes resolver esses problemas e começares a construir a vida que queres.

Reforça as tuas relações humanas

Jim Rohn tem uma frase conhecidíssima que diz “tu és a média das cinco pessoas com quem passas mais tempo”. Somos seres sociais pelo que precisamos da companhia de outros para viver (e preencher as necessidades). Assim, as tuas relações amorosas, de amizade e familiares influenciam muito os teus valores, os teus sonhos, as tuas motivações.

Reforça as relações em que sentes que as pessoas te apoiam e querem o melhor para ti. Reavalia aquelas que não te ajudam no percurso que estás a percorrer. Vê que amigos podes ajudar a gostarem mais de si. Se as tuas relações forem melhores, a tua vida será melhor.

Estabelece um objetivo

Desenvolvimento pessoal posto em prática é definir um objetivo. Pode ser o mais curto possível, mas vai-te ajudar a concretizar algo. Pode ser ler um livro numa semana, fazer um programa específico de 12 semanas de exercício físico, ou ir àquela conferência que sempre disseste que não ias. Começar com pequeno desafio é ideal para colocares o teu potencial humano à prova.

Assim, neste artigo, já ficaste a saber um pouco sobre desenvolvimento pessoal, como ele te pode ajudar na tua vida e três simples passos para começares a fazê-lo. Desenvolve o teu potencial e concretiza os sonhos (e objetivos) que definiste para ti.