marketer a trabalhar no computador a fazer uma newsletter
Blog

Newsletter: como utilizar no teu blog + 4 ideias de conteúdo

Queres utilizar o e-mail marketing para fidelizar os teus leitores? Considera estas ideias para a tua newsletter.

Ter um blog é mais do que escrever artigos. É implementar uma estratégia de marketing de conteúdo.

Deves pensar no teu público-alvo, quais as suas necessidades. E também que tipo de conhecimentos e experiências tens que pode ajudar determinado grupo de pessoas a resolver os seus problemas.

Além dos conteúdos, tens de pensar como é que o utilizador chega até ti. Quer seja pelos motores de busca (SEO) ou através das redes sociais, em que partilhas conteúdos no LinkedIn ou Facebook.

Outra forma de obter tráfego para o teu blog é usando o e-mail marketing – ou seja criar uma newsletter.

O que é uma newsletter?

Do inglês, é “uma carta de notícias”. É uma ferramenta de comunicação em que determinada pessoa envia um e-mail a um grupo de contactos, chamados subscritores. Estas mensagens podem ter texto e imagem, bem como links para o subscritor visitar outros conteúdos.

Atualmente, podes receber vários e-mails na tua caixa de correio, quer seja notificações de redes sociais, e-mails promocionais de empresas ou simples comunicações com amigos e familiares. Desde o início da RGPD, que uma empresa só pode enviar um e-mail com consentimento do utilizador.

Porquê ter e-mail marketing no blog?

Olhando para o teu blog, ter uma newsletter é mais uma forma de aumentar o tráfego de site.

Se alguém tem interesse no teu blog, podes criar um e-mail para obter o seu contato de e-mail e comunicar regular e diretamente com ele.

Uma grande vantagem é não haver intermediários. Não estás dependente de algoritmos ou motores de busca. O leitor recebe diretamente de ti, ficando a conhecer novidades ou produtos que queiras mostrar para incentivar à conversão.

Além disso, tens o seu contato direto de e-mail. Se a tua conta de Facebook for eliminada ou as tuas publicações de Instagram forem hackeadas, não perdes esses contatos preciosos.

Estas são as principais vantagens de uma newsletter:

  • Manter um contato regular com os teus subscritores
  • Lembrar o teu blog e aumentar as visitas para ele
  • Melhorar conversões
  • Testar diferentes conteúdos
  • Potenciar visitantes recorrentes ao blog
  • Baixo custo de manutenção
homem de fato a visitar uma newsletter no seu smartphone

Que ferramentas existem de envio de newsletter?

Existem vários softwares gratuitos e pagos que te permitem gerir contatos de e-mail, e analisar os envios, quem carregou e quem são os subscritores mais importantes para ti.

No meu caso, utilizo o Mailchimp. É uma ferramenta gratuita até 2000 contactos e muito intuitiva. Podes ainda criar fluxos de trabalho automáticos ou agendar newsletter, facilitando o teu trabalho de forma recorrente.

Também aconselho explorares o Maillite (gratuito até 1000 subscritores), o E-Goi (software português) e ConvertKit (criado especialmente para criadores de conteúdos).

Ler mais: 5 dicas para construir uma newsletter 

Devo enviar uma newsletter semanalmente?

Tal como a publicação nos blogs, este critério vai depender de ti e do teu público-alvo. O que importa é manter a consistência: ou seja, se é mensal, mensal será. Se é quinzenalmente, então envias de quinze em quinze dias.

Ao definir a periodicidade, pede feedback ao teu público, para ver o que preferem receber e como querem receber. Aumenta assim a tua relação com eles e a eficácia da mesma.

4 ideias para a tua newsletter

Agora que sabes como criar uma newsletter, deves pensar que tipo de conteúdo vais partilhar com os teus subscritores. Estes são os exemplos que deves seguir:

Newsletter de resumo semana

Esta é a newsletter mais fácil de criar: todas as semanas envias um resumo dos artigos que escreveste durante a semana. Assim aumentas o tráfego para aqueles artigos e também lembras os teus leitores para não deixarem de visitar o teu blog.

Apenas aconselho este formato para iniciados, que querem começar uma lista de e-mails do zero. Porquê? Porque é pouco personalizada. Não estás a acrescentar valor, apenas a relembrar o que fizeste.

Como tens um canal personalizado para cada utilizador, deves pensar numa estratégia de e-mail marketing depois deste primeiro passo.

Ler mais: Ter mais visitas no site? Eis 5 técnicas a seguir

Newsletter para falar sobre um tema específico

Aqui podes fazer uma mistura sobre os artigos que escreveste, bem como o teu pensamento de algum aspeto da atualidade. Ou contar uma história recente. No fundo, estás a utilizar o momento para acrescentar valor específico. Esta é uma abordagem que torna a tua newsletter única de cada vez que envias.

Newsletter novo conteúdo exclusivo

Podes também olhar para uma newsletter como se fosse um artigo. Um post exclusivo que os leitores podem ler e relacionar-se.

É um exercício extra os artigos que escreves no blog, mas não deixa de ser poderoso. Além disso, é exclusivo.

Não é copiares um artigo que tenhas no blog! Podes até tirar ideias de um artigo, mas partilhá-lo de outra perspetiva. Por exemplo, ao pegar este artigo sobre newsletter, podes escrever um e-mail a acrescentar dicas de qual a melhor hora para enviar o e-mail. Não está no teu blog, mas é um complemento.

A vantagem é que os utilizadores têm acesso a algo que não encontram no teu blog. Quem te segue, tem um extra que mais ninguém tem. É uma excelente forma de aproximar aos teus subscritores.

Newsletter de produtos ou cursos

Por fim, podes usar a tua newsletter como um produto. Podes criar um curso gratuito em que os utilizadores subscrevem a pequenas aulas que recebem todos os dias por e-mail.

Esta é uma estratégia de obter o contato de e-mail para partilhares conteúdos e, em troca, dás um presente. Pode ser um e-book ou conhecimento inicial que um novo utilizador deve saber quando entra no teu blog.

Costuma-se aplicar esta estratégia para evoluir o teu blog e passar a ser visto como um criador de conteúdos especialista numa área. Através de um lead magnet, é algo aplicado no longo prazo para estares atrair subscritores com uma oferta.

Ler mais: Como escrever um artigo para blog em 10 passos

Este é um guia para saberes uma newsletter, porque deves tê-la no teu blog e que tipo de e-mails podes criar para ter mais tráfego no teu blog e fidelizar a tua audiência.

Sharing is caring!