pessoa a pegar em smartphone marketing digital
Marketing Digital

Sim, é possível fazer bom marketing digital

As novas tecnologias fizeram meio mundo falar sobre o marketing digital, isso quer dizer que o marketing desapareceu? Eis o que está em causa.

As profissões do século XX eram especializadas e fáceis de identificar. Um contabilista, um advogado, um médico, um canalizador, um vendedor, um lojista, um profissional de marketing. Cada um cumpria a sua função e tinha conhecimentos para isso.

A universidade era muito valorizada, pois o conhecimento técnico permitia ser um bom profissional de marketing e ascender na carreira, tendo mais responsabilidades e conforto financeiro.

Como era o marketing sem marketing digital?

O marketing é uma das principais componentes de uma gestão de negócio e comércio. Baseado num marketing mix focado num produto,, era importante para as empresas perceber como vender e ter mais clientes, considerando o ambiente à sua volta.

Por isso, o marketing ocupa-se de estudar o mercado, perceber qual o público-alvo e chegar até ele para vender o seu produto, tendo em conta factores ambientais e de concorrência.

Numa definição mais técnica, Phillip Kotler escreveu no seu livro “Marketing de A a Z” que marketing é “a função empresarial que identifica necessidades e desejos insatisfeitos, define e mede sua magnitude e seu potencial de rentabilidade, especifica que mercados-alvo serão mais bem atendidos pela empresa, decide sobre produtos, serviços e programas adequados para servir a esses mercados seleccionados e convoca a todos na organização para pensar no cliente e atender ao cliente.

Este foram os princípios básicos que regeram o marketing durante décadas, até que apareceu o marketing digital.

O que é o marketing digital?

Olhando para apenas o nome, seria a forma de fazer marketing no mundo digital. Ou seja, aplicar os princípios de Kotler ao comércio digital, por assim dizer.

Contudo, o mundo digital não evoluiu apenas para e-commerce, em que uma loja de roupa faz um website para vender através de um site. Entende-se que há um enorme ecossistema de comportamentos do consumidor que fizeram mudar as regras do jogo.

As redes sociais talvez foram uma componente pouco antecipada por especialistas e que mudaram a maneira de as pessoas interagirem e criarem relações em comunidade. Estas acabaram por afectar indústrias como a moda e a cosmética e o aparecimento de influencers criou novas formas de fazer negócios baseados em intermediários mais próximos das pessoas e não tanto marcas.

A própria forma de comunicação de marcas alterou-se com um custo mais baixo de publicidad e uma forma de analisar resultados muito concretos.

Porque o marketing digital é diferente?

De facto, o marketing digital é uma componente do marketing que utiliza tecnologias digitais e a internet para promover produtos e serviços, mudando a forma como marcas e negócios fazem os seus planos de marketing.

A utilização destes serviços trouxe novas áreas de negócios, como estratégia de marketing de conteúdo, SEO para blogs, bem como novas funções, como content writer e gestor de redes sociais.

E será que o marketing digital é totalmente diferente do marketing? Não, não é. O consumidor é que é diferente.

A principal mudança foi o consumidor, que se tornou mais bem informado, mais criterioso e mais exigente.

Antes os clientes tinham pouca informação em produtos e confiavam em especialistas para os ajudar nas suas decisões de compra. Era nesta fase que uma poderosa equipa de vendas poderia ajudar a empresa a crescer com um produto mediano, pois conseguia-o vender a alguém.

Hoje é totalmente diferente. Se entrar numa loja para comprar um smartphone, posso saber tanto de um produto como o assistente da loja. Já fiz a minha pesquisa em casa, vi vídeos no YouTube de reviews do novo produto, consultei blogs especialistas a comparar especificações.

Quando faço perguntas, sei o que quero, sei o que o produto é e por isso sou mais exigente a pedir ajuda. E, se quiser, posso tomar a decisão de compra sem grandes ajudas.

As equipas de marketing continuam a ter de pensar no mercado e no produto. Contudo, também devem perceber o quem é o seu cliente aidna mais específica. Já não chega saber género, localização, idade e escolaridade. É preciso saber os seus interesses, hábitos diários, preocupações ambientais e fidelização com a marca.

Ler mais: Qual a diferença entre marketing e vendas no mundo digital?

O grande desafio das equipas de marketing digital é captar a atenção do consumidor

Esse é o principal obstáculo para o marketing: perceber onde está a atenção do consumidor.

O processo de venda tornou-se também mais longo e focado em pequenas conversões ao longo tempo. Se antes achava-se que bastava colocar um produto na prateleira do supermercado e esperar que alguém comprasse depois de ver o anúncio de televisão, o caminho tornou-se mais complexo.

Até para os comércios locais não podem apenas pensar que o cliente é aquele que “passa à porta da loja”. É preciso entender as possibilidades que o cliente tem e como chamar a sua atenção para a nossa alternativa.

edificio moderno de uma agencia de marketing digital

É portanto relevante investir em marketing de conteúdo, para ajudar o utilizador a preencher as suas necessidades. É ajudando-o que conseguimos captar a sua atenção e confiança. O marketing de impingir “a melhor coisa do mundo” não funciona. Mas o marketing de “este produto vai ajudar a resolver o teu problema A e B” tem futuro.

Porque há um shift da marca para o consumidor. Não é que as marcas tenham abandonado o consumidor, mas houve fases em que apenas faziam marketing para a concorrência. No entanto, com um utilizador sério e bem informado, ele não vai cair por todas as histórias que contas.

Com o poder do mundo digital, um utilizador pode referenciar uma marca nas suas plataformas digitais, tendo um alcance poderoso. Se os negócios conseguirem alinhar a sua estratégia de negócio utilizando os canais digitais para benefício do consumidor e seu, o futuro do seu departamento de marketing será risonho.

Ler mais: AIDA: como usar esta fórmula de copywriting nos teus conteúdos

Como fazer bom marketing digital atualmente?

Para de facto tirares partido do mundo digital para dar a conhecer os teus produtos ou serviços e captares a atenção do teu cliente, não podes seguir fórmulas mágicas.

É um trabalho estratégico e consistente, que vai desenvolver a tua ambição, persistência e adaptabilidade.

Deves assim seguir algumas premissas:

  • Sem estratégia, não sabes para onde ir e como chegar lá. Deves por isso pensar antes de fazer;
  • Conhece muito bem o teu cliente;
  • Estuda sobre “marketing tradicional” e sobre o mercado. Vai-te dar ferramentas para pensar ao longo do tempo;
  • Informa-te sobre comportamentos do consumidor no digital;
  • Faz um curso de marketing digital para conheceres as peças bases, para depois as adaptares à tua estratégia;
  • O conteúdo é rei: aposta nele nos vários canais e campanhas;
  • Antes de investir, experimenta vender. Um dos maiores erros das empresas é começar pelo marketing digital sem perceber se o produto tem mercado. Vai ao mercado, primeiro, sempre;
  • Além de leres todas as tendências, olha para as “tuas” tendências. O teu cliente não é o mesmo o cliente global.
  • Assim, foca-te no teu negócio e pouco na concorrência. O teu marketing digital existe para satisfazer as necessidades do teu público-alvo;
  • Aposta no serviço ao cliente. Cada vez mais o marketing
  • Contacta com a equipa de vendas para obter insights que melhorem a tua estratégia ou produto.
  • Plan-Do-Review: obtém resultados

O marketing digital tem muito de marketing tradicional e muito de digital. É a combinação de ambos os conhecimentos e práticas que vão trazer sucesso. Se és um profissional de marketing digital, este pensamento vai ajudar-te na tua carreira, porque vais conhecer melhor o negócio, treinar o pensamento estratégico e identificar potenciais inovações para melhorar. Bom trabalho!

Sharing is caring!