mulher project manager sorridente a ser intrapreneur na sua empresa
Carreira Negócios

Ser intrapreneur: como empreender dentro da tua empresa

Certamente já ouviste falar de um empreendedor…e um intrapreneur? Sabe como empreender dentro de uma empresa.

Os empreendedores estão na moda, principalmente com o aparecimento das grandes tecnológicas.

Ao olhar para o top 10 dos empreendedores mais bem sucedidos, segundo o Entrepreneur Book, vemos Bill Gates, Jeff Bezzos, Mark Zuckerberg. E também podes ver o fundador da Zara ou Warren Buffet.

Todos eles dizem o mesmo: tens de trabalhar no duro para ter sucesso. Muitas noites mal dormidas, perder eventos da vida, tudo para construir uma visão impressionante. Um sonho para o mundo inteiro.

Mas para teres sucesso precisas de ser como eles, CEO de um grande grupo? Para empreender alguma coisa, tens de ser chefe da tua própria empresa? Hmm…diria que não.

Podes ser empreendedor, mas também podes empreender dentro de uma empresa.

Ler mais: Quando precisas de um conselho de Warren Buffett

O que é um intrapreneur?

O nome refere-se a um gestor que dentro de uma empresa promove desenvolvimento de projetos e inovação. Pode estar a trabalhar em qualquer área: financeira, marketing, vendas, operações.

Enquanto um empreendedor tem a sua própria empresa, um intrapreneur promove e constrói novas ideias para servir um modelo de negócio de determinada empresa. Podes pensar como se fosse o departamento de inovação, mas não tens obrigatoriedade de ser chefe ou liderar algo.

São muitas vezes pessoas que têm iniciativa que encontram necessidades e propõe mudanças para melhorar o dia-a-dia de clientes e colaboradores.

Quais as vantagens de ser um intrapreneur?

Existem vantagens e desvantagens para este modelo. A principal vantagem é que não corres o mesmo risco que um empreendedor.

Não tens de investir numa empresa, tomar decisões sozinho, assumir riscos monetários se a ideia falhar. Simplesmente propões um projeto e podes usar os recursos da empresa para o testar. Se não resultar, fica tudo como dantes. Os estragos são muito menores, manténs a tua estabilidade profissional, e colhes as aprendizagens.

As desvantagens é que tens menos autonomia. Para as ideias terem seguimento, têm de estar de acordo com as prioridades da empresa. Não podes controlar todos os stakeholders e a tua vontade pode não ser a vontade da maioria.

Para ultrapassar esse desafio, podes trabalhar numa empresa que promove mais horizontalidade, em que a hierarquia e a burocracia são reduzidas e tens mais margem para promover esses projetos.

Ler mais: Espírito empreendedor: 7 ideias para cultivar esta energia

Como ser um intrapreneur dentro da tua empresa?

Para poderes sugerir inovações na tua empresa, deves ter um espírito empreendedor. Ser curioso, estar atento às mudanças da tua indústria são conhecimentos básicos.

Mas para dares melhores ideias, segue estas sugestões:

1 – Conhece a estratégia da empresa

Deves saber a missão, os valores e objetivos da empresa a cada ano. E também conhecer a estratégia – onde é que os diretores querem estar daqui a cinco anos? A internacionalização está dentro dos planos? Que novas áreas de negócio vão ser criadas?

Nem sempre estás numa posição para obter estas informações. Por isso, trabalha para chegares a uma posição de manager para ter acesso. Podes também perguntar diretamente ao teu diretor, explicando que estás interessado em acrescentar valor porque gostas de criar diferentes projetos.

Assim, podem começar a dar-te desafios para construíres algo.

2 – Investiga outras áreas

Se trabalhas no departamento de marketing digital, sabes o que se faz nas vendas, nas operações ou na parte financeira? Sabes até se a tua empresa tem um serviço legal e para que serve?

Como intrapreneur podes empreender em qualquer departamento. Uma perspetiva externa pode dar uma outra visão e trazer soluções diferentes.

Por exemplo, se és de comunicação e marketing, podes ajudar o departamento de vendas a comunicar melhor com o cliente. Como departamento financeiro, podes dar

3 – Fala com outros colegas

Talvez os teus amigos trabalhem em diferentes áreas que tu, portanto começa por aí.

Depois conhece colegas na tua empresa. Se já conheces a todos, fala com o exterior. Se estás numa empresa, é uma boa forma de começar.

Saberes quais os desafios dos outros permite-te saber quais os reais problemas do dia-a-dia, ajudando-te a encontrar necessidades e potenciais soluções. Sai da tua bolha, explora outros conhecimentos e convive com outras pessoas. Podes encontrar aliados nos teus projetos.

4 – Aprende sobre gestão

Acho que uma mais valia é aprenderes mais sobre gestão. No final do dia, cada manager está a gerir pessoas, tarefas, prioridades.

Saber gerir é também aprender a negociar, vender, comunicar, entender. Como intrapreneur, tens de saber vender a tua ideia, apresentar uma boa estrutura, relacionares-te com os outros para que essa ideia se concretize.

Ganhares este músculo de gestão vai-te fazer evoluir mais rapidamente.

Ler mais: 5 Ideias Sobre Gestão de Pessoas

5 – Sabe quem é o teu cliente

Por fim, para ajudares mais a tua empresa, tens de saber quem é o cliente.

Uma empresa acrescenta valor a uma pessoa, que tem uma necessidade, e usa o serviço ou produto da empresa para satisfazer essa necessidade.

Como intrapreneur, não vais criar uma empresa. Podes é criar melhores soluções para o cliente. Assim, conhecer muito bem quem é que faz a tua empresa crescer é fundamental.

Coloca-te nos seus sapatos, aprofunda as suas necessidades e como é que se relacionam contigo. Vais ver que terás muito melhores ideias de como levar sucesso à empresa.

Ser intrapreneur é uma forma de concretizares as tuas ideias utilizando recursos da empresa onde estás, diminuindo o seu risco e também o teu. Ao já teres um enquadramento, não estás a começar do zero. A aprendizagem é boa para ti e os frutos podem ser para a empresa e para ti.

Não sejas um mero colaborador – pensa como um intrapreneur para acrescentar valor à empresa e à tua carreira.

Sharing is caring!