como fazer uma estrategia de marketing de conteudo
Blog Marketing Digital

Estratégia de Marketing de Conteúdo: 9 passos a seguir

Para teres um blog com visitas e conteúdos úteis, aplica uma estratégia de marketing de conteúdo nestes passos.

Ao pensares começar um blog ou até mesmo um projeto digital, a tua ideia deve-se focar no outro. Ou seja, em vez de escreveres para ti o que gostavas de ler, pensa nos problemas que podes resolver.

O que é que o outro procura? Como o posso ajudar? Que conhecimento posso partilhar com outros ajudando-os? Se eu estivesse hoje a começar, o que eu gostaria de encontrar num blog sobre o tema?

Ao teres uma estratégia Add Value First, vais ter sucesso ao entregar valor. Vais ter visitas e talvez dinheiro com o teu projeto online, mas a base do crescimento é estar consistentemente a entregar valor a outros.

Uma das formas de ter um blog é através do Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo é uma abordagem estratégica de marketing focada em criar e distribuir conteúdo relevante de forma consistente para atrair e reter uma audiência – e também levar o cliente a agir de forma a trazer lucro para a empresa. Ou seja, foca mais em educar informar e esclarecer o utilizador do que propriamente vender.

Isto porque o utilizador da internet é muito diferente do “consumidor offline”. O utilizador está mais bem informado, pode comparar soluções e preço e quer conteúdo que resolva os seus problemas. Por isso é que empresas e bloggers seguem uma estratégia de marketing de conteúdo para mostrar os seus conhecimentos, acrescentar valor e, no final, converter e gerar vendas.

Assim, como criar uma estratégia de marketing de conteúdo?

O marketing de conteúdo não é só abrir um post no WordPress e escrever. Tal como o Content Marketing Institute explica, esta estratégia implica pensar, planear, rever, gerir, promover e publicar conteúdo. Por isso, para elevares o teu conteúdo a outro patamar, segue uma estratégia de marketing de conteúdo nestes passos.

1 – Define objetivos

Se não sabes para onde vais, nunca vais chegar lá. Por isso, o primeiro ponto é definir onde queres chegar, ou seja, definir objetivos.

Estes objetivos devem seguir uma metodologia SMART (Specific, Measurable, Achievable, Realistic, and Timely), pois esta ajuda-te a ter goals claros, orientáveis e fáceis de seguir.

Por exemplo, defines que queres ter mais de 1000 visitas mensais no teu blog em oito meses, publicando 20 artigos por mês com conteúdo otimizado e relevante para o meu público alvo, partilhando no Facebook e no Instagram com um budget de 100€ por mês para anúncios para aumentar o alcance.

Este assim já me parece um objetivo ambicioso, mas é concreto e mostra claramente o caminho que queres seguir.

2 – Estebelece KPIs

A descrição do teu goal já te dá uma perspectiva do objetivo e do caminho que vais desenvolver. Agora tens de definir métricas.

Estão podem ser muito mais do que aumentar o tráfego de site. Podes incluir coisas como aumentar o número de leads ou de subscritores na newsletter, ter determinado número de comentários e partilhas em publicações em redes sociais ou até ser convidado para participar em webinares.

Estes KPIs complementam o teu objectivo. Podes querer que o teu blog seja visto por determinados players da indústria ou gerar determinado valor em marketing de afiliados, por exemplo. Estas métricas vão certamente guiar a tua estratégia de marketing de conteúdo e também ver como está a correr.

3 – Conhece o teu público

As métricas e os teus goals vão apenas fazer sentido se conseguires entregar valor a um público alvo.

E para isso tens de conhecer o teu público alvo e que problemas tens – para os teus conteúdos úteis poderem ajudar alguém.

Quem é, que interesse tem, o que procura, quais os problemas, o que gostava de saber de determinado tema. São tudo questões que deves pensar para a tua estratégia de marketing de conteúdo. Com um público-alvo definido vai ser mais fácil ter ideias, planear e criar conteúdo altamente relevante.

caderno-negro-para-trabalhar-uma-estrategia-de-marketing-de-conteudo

4 – Escolhe o tipo de conteúdo e os canais

Criar conteúdo é escolher que tipo vais desenvolver, quer seja áudio, texto ou vídeo. Áudio pode ser algo como um podcast. Vídeo, um canal de YouTube. E para texto é claro que recomendo criar um blog.

Ao definires os tipos de conteúdo que vais partilhar, vais ter foco em criar uma melhor comunicação, dependendo do canal.

Da mesma forma, deves pensar em que canais queres estar presente. Para quem começa do zero, o historial é pouco, pelo que escolhe a plataforma que te pode dar melhor visibilidade para o conteúdo que queres desenvolver. Por outro lado, se já tens um site ou um blog, deves olhar para o Google Analytics e ver métricas que te ajudem a perceber onde deves apostar.

Por exemplo, se tens uma boa taxa de tráfego orgânico, escreve conteúdo com boas keywords. Ou então se tens muito tráfego do Facebook, investe na plataforma. Decide em que canais vais estar presente onde o teu público-alvo vai-se encontrar.

Ler mais: Google Analytics: principais métricas a analisar no teu blog

5 – Passando para a parte prática: quando escrever?

Agora que tens a parte de estratégia de marketing de conteúdo definida, tens de passar para a prática. Como é que vais alcançar a estratégia é a pergunta de ouro.

Estabelece desde cedo uma rotina de trabalho para que o teu conteúdo seja feito e partilhado de forma consistente.

Para o meu desafio 90 dias, escrevo sempre antes de almoço, foi a rotina que estabeleci. Assim sei o que escrever e quando escrever. Também consulto as minhas notas no Evernote de tópicos que quero abordar e releio sempre a descrição do meu público-alvo para ter direção.

Tem por hábito apontar ideias sobre conteúdos, lê outras publicações, vê Ted Talks. Conteúdos não relacionados podem ajudar também a despertar a tua criatividade.

Ler mais: Como ser mais criativo com estas 5 técnicas

6 – Começa com grandes temas e tópicos

Já entrando na parte da escrita, pega no teu público-alvo e descobre os grandes temas e tópicos a trabalhar.

No Erre Grande existe categorias como Carreira, Desenvolvimento Pessoal e Marketing Digital. Nesta última, falo mais sobre Blog e conteúdo. Em Desenvolvimento Pessoal, falo de motivação e também de produtividade e técnicas de gestão de tempo.

Começa por um pensamento em árvore. Escolhe um tópico e escreve 3 artigos sobre ele. E repete o processo.

Assim rapidamente vais ter os teus primeiros artigos. Quando escreveres, aponta os temas relacionados que vão aparecendo e anota mais 3 artigos para esse tema. Podes sempre ter ideias lendo também mais conteúdos sobre a área para te inspirar.

7 – Cria uma agenda de conteúdos

Para facilitar a tua estratégia de marketing de conteúdo, não tenhas as tuas notas soltas. Cria um excel ou até mesmo um calendário para ires apontando o que escrever a cada semana.

A tua semana vai estar mais organizada e já sabes o que publicar ao longo do processo. A agenda também te permite agendar conteúdos nas redes sociais, planear anúncios e campanhas, bem como gerar novas ideias.

Quando está no calendário, é um compromisso, uma tarefa a realizar e vai-te motivar a fazer mais todos os dias.

Ler mais: O que publicar em cada rede social para promover o teu blog

8 – Escrever e partilhar

Depois de definir objetivos, criar métricas, conhecer o público alvo e definir ideias e canais, está na altura de escrever.

Planear não chega. Se uma estratégia vai funcionar, ela tem de ser aplicada no mundo real. O teu trabalho é pensar e preparar, mas também agir para obter resultados.

Logo, é nesta fase que a tua estratégia de marketing de conteúdo ganha vida. Abre o teu WordPress e começa a escrever os conteúdos. Escreve, edita, reescreve, apagar, recomeça. A prática vai-te mostrar como comunicar melhor e vais melhorar bastante a tua escrita.

Ler mais: Como escrever um artigo para blog em 10 passos

9 – Acompanhar resultados

Por fim, analisa os teus esforços para otimizar resultados.

Depois de escrever visita o Google Analytics e concentra a informação. Para seguir as métricas que estabeleceste, podes criar os teus próprios relatórios mensais.

Acompanhar resultados não é mudar de estratégia todas as semanas! Quando se trata de criação de conteúdo, tens de ter um período de tempo para as pessoas encontrarem o teu blog. Estás a jogar para o longo prazo, e não para numa semana ter as 1000 visitas.

Vais construindo o que fazes. Se vês que um artigo escrito há três meses tem mais visitas que outros, então desenvolve esse tópico ou otimiza o texto para chegar a mais pessoas. Deves apenas melhorar a tua estratégia de marketing de conteúdo, não alterar completamente.

Porquê fazer uma estratégia de marketing de conteúdo?

Parece-me relevante primeiro mostrar o que é e depois explicar porquê. Se te dissesse primeiro porquê, poderias perceber, mas ficavas abismado com todo o trabalho que envolve.

A estratégia de marketing de conteúdo deve ser adequada a cada objetivo que tenhas. Mesmo para um blog pequeno, estes passos devem ser dados para garantir que o teu conteúdo é relevante e chega ao público-alvo certo.

By failing to prepare you are preparing to fail

Benjamim Franklin

Provavelmente isto já te aconteceu. Tiveste uma ideia, colocaste aos mãos à massa, fizeste e fizeste, mas não resultou. E mais tarde percebeste que se tivesses pensado melhor sobre o tema, saberias que faltava aquela ferramenta ou aquela direção.

É isso que uma estratégia faz. Em vez de começares a criar um blog com todos os tópicos que te interessam, ter uma estratégia de marketing de conteúdo orienta-se para os resultados que queres. Investir tempo no momento inicial de pensar no que queres, quem é o teu público-alvo, que ferramentas precisas e como vais trabalhar para chegar lá. É uma forma excelente para poupar nos erros e evitar a frustração de ir com tudo, sem saber nada.

Por isso, para qualquer projeto de vida, tem uma estratégia. Considera que estás no ponto A e queres chegar ao ponto B e como é que o vais fazer. Quando se trata do mundo digital, a estratégia de marketing de conteúdos é útil para negócios ou freelancers ou para quem quer apenas um portefólio. Antes de começar e planeia para falhar menos – os resultados serão ainda melhores!

Sharing is caring!