dois profissionais a conversar sobre a estrategia add value first
Blog Marketing Digital

Estratégia Add Value First: como aplicar no teu blog

O teu negócio deve-se focar no consumidor, mas mais do que vender, tens de dar primeiro. Aplica a estratégia Add Value First no teu negócio e no teu blog.

Quer estejamos a falar de marketing, comunicação ou vendas, certamente estamos a falar da relação que temos com um outro ser humano.

Basta olhar para a definição de cada um: o marketing está focado totalmente nas necessidades e interesses de potenciais clientes. A comunicação são os materiais, a linguagem e os gráficos que utiliza para chegar até ele. E a venda consegue comunicar os benefícios para concretizar.

Alinhar estas três vertentes é um segredo de negócios bem sucedidos. E a melhor forma de o fazer é seguir uma estratégia Add Value First.

O que é a estratégia Add Value First?

No mundo dos negócios, todos querem mais: mais clientes, mais quota de mercado, mais vendas, mais lucro. Contudo, tal leva empresas a entrar num jogo de soma zero, em que existe um vencedor e um perdedor. E é nestas ocasiões que se vê uma total obsessão em acabar com a concorrência ou aumentar lucros sem pensar na sustentabilidade.

Esse foco total no mais pode retirar o foco do que é realmente importante: ter algo de valor a entregar ao cliente. É essa a abordagem, de Daniel Rodic, na sua Ted Talk.

Daniel Rodic é fundador da empresa de marketing e tecnologia Exact Media, tendo trabalhado com clientes como L’Óreal, Unilever, Walmart.

Rodic define a estratégia Add Value First numa frase. “Be sucessful by adding value first”. No caso das empresas, tal significa dar mais do que receber. Ou seja, para além do lucro, deve-se entender como partilhar recursos com a comunidade mais próxima e também global.

Add Value First é dar antes de pedir

Pegando nesta abordagem empresarial, podes adaptá-la para o teu blog.

Antes mesmo de ter um blog, deves pensar quem é o teu público alvo, que temas é que gostarias de falar e como vais acrescentar valor a uma audiência.

Este é um erro crasso que muitos produtores de conteúdo fazem. Focam-se apenas em ter rendimentos de vídeos de Youtube ou blogs e esquecem-se de que antes de vender cursos online ou ebooks, tens de agregar valor primeiro.

Gary Vaynerchuk tem um livro entitulado “Jab, Jab, Jab, Right Hook” que explora exactamente este conceito.

You gotta throw some jabs before you throw your right hook.

Gary Vaynerchuk

Os “Jabs” são o valor que dás aos teus potenciais clientes: o conteúdo que crias, as coisas boas que vais partilhar e ter apreciação de outros. E o “Right Hook” é a pergunta: perguntar por uma venda, pedir para subscrever ou para fazer uma doação.

O que Gary também esclarece é que antes de fazer um pedido é preciso atirar alguns jabs. Ou seja, tens de entregar conteúdo constantemente e provar que podes pedir ao leitor. Deves assim seguir uma estratégia de Add Value First para lançamentos de produtos, subscrições em canais, envios de newsletter: pensa sempre primeiro como vais criar valor para depois fazer o pedido que te interessa.

Como aplicar a estratégia Add Value First nos meus conteúdos?

Ter um blog é ter uma audiência em que partilhas conteúdos de qualidade de forma consistentemente. E talvez seja possível monetizar o mesmo com produtos online. Contudo, se começares a vender os conteúdos online sem um contexto não vais conseguir criar a confiança necessária para continuar a ler leitores.

Como tal, aplica um mindset de Add Value First nos vários conteúdos de blog, na tua comunicação nas redes sociais, no lançamento de novos projectos.

Para aplicar esta estratégia, responde a estas três perguntas:

  • Quais são os problemas do meu leitor?
  • Será que o que eu sei sobre o meu leitor está certo?
  • Como posso ajudar?

Estas perguntas podem parecer um dado adquirido, mas vais ficar surpreendido quando começas a receber a procurar mais informação

A pergunta “Quais são os problemas do meu leitor?” é um exercício que tens de fazer sempre, constantemente. O mundo muda, os interesses de um grupo segmentado pode evoluir. Aquilo que sabes hoje pode não ser verdade daqui a seis meses. E se te focares nas necessidades do leitor e nos problemas que podes ajudar a resolver, já estás a acrescentar valor.

Já a segunda pergunta é para não assumires coisas sem confirmação. Mesmo sabendo quais são os problemas do leitor, podes também perceber que abordagem é mais relevante. Por exemplo, não posso assumir que todos os leitores conheçam o WordPress e por isso posso esclarecer melhor outros pontos. E também não posso assumir que todos saibam pesquisar uma keyword para os seus artigos, apesar de me parecer algo acessível.

Não assumir que sei tudo permite-te constantemente perguntar: como te posso ajudar neste problema?

Por fim, perguntar “como posso ajudar” é um ponto de partida para escrever conteúdo. Pegando naquilo que sabes do leitor (e que confirmaste com ele mesmo que é uma preocupação), podes começar a escrever.

Mais do que partilhares a tua opinião, queres partilhar conhecimento de valor. E tal é mais do que publicar listas de dicas. É partilhares a tua experiência, indicares o que aprendentes e encontrar pessoas com experiências para aprenderes ainda mais.

Resumindo, sempre que estás a escrever um conteúdo para o teu blog, pensa nestas três palavras: Add Value First. Assim, podes experimentar diferentes abordagens sempre em vista a dar mais do que a receber.

Sharing is caring!