mulher negra a escrever todos os dias no computador
Blog

Tenho de escrever todos os dias para ter sucesso?

Escrever todos os dias é uma forma de teres sempre conteúdo. Mas é necessário para ter sucesso?

Sou uma pessoa que gosta de desafios e, durante a minha jornada de desenvolvimento pessoal, aprendi a reflectir sobre esses mesmos desafios.

Quando se trata de escrever, sei que é algo que me acompanha e me acompanhará para o resto da vida. Mas a relação com a mesma vai mudando ao longo do tempo.

Para este blog, Erre Grande, comecei a escrever o que me vinha na alma sobre empreendedorismo e gestão. E também alguns tópicos sobre motivação. Depois evolui para temas de carreira e comecei a ter uma estratégia de conteúdo. Escrever uma vez por semana, aplicar técnicas de SEO para blogs, escolher temas mais atuais.

Além disso, acrescento ainda a escrita de publicações no meu LinkedIn e alguns tweets ocasionais. De facto, estou a ler e a escrever todos os dias, mas é realmente este o caminho?

Ler mais: Estratégia de Marketing de Conteúdo: 9 passos a seguir

É preciso escrever todos os dias?

Ao começar o desafio 90 dias percebi que tinha de escrever algo, todos os dias. Uma coisa é escrever e-mails, mensagens no Whatsapp. Outra coisa é um artigo de 600 palavras, que seja direcionado para um público-alvo e sobre determinados temas que acrescentem valor em si. Já para não falar de acrescentar keywords e imagens para o blog post.

É um desafio muito grande, mesmo para quem está habituado a escrever no blog.

Não há descansos, por assim dizer. Há que trabalhar todos os dias, mesmo ao fim-de-semana (não quero aplicar uma estratégia de agendamento, pois assim não obtenho benefícios do efeito cumulativo). Se não tens ideias, tens de arranjar. Não te apetece escrever todos os dias, mas tens de cumprir o objetivo. Vais ser melhor no final disto tudo, mas o caminho é duro.

Contudo, esta produção de conteúdo rápida trouxe-me coisas boas

Ao criar todo este conteúdo descobri várias coisas sobre mim e sobre escrever:

  • A inspiração treina-se
  • Ter um objetivo claro facilita a tarefa
  • Saber quais os temas a trabalhar diminui as vezes em que estou perdida
  • Consegui obter reconhecimento de pares na indústria
  • Obtive mais seguidores no LinkedIn
  • Recebo feedback positivo sobre os meus conteúdos
  • Fui convidada para fazer parte de comunidades e eventos

Ao embarcar neste desafio, sai da minha zona de conforto e aprendi muito. Contactei com diversas pessoas, foquei-me mais na ação, desenvolvi melhor estratégias e a minha comunicação melhorou.

Acredito que não precisas de escrever todos os dias

Parece-me que, de facto, escrever todos os dias traz sucesso. Mas conseguia fazer isto de outra forma? Sim, conseguias.

É verdade que escritores profissionais escrevem todos os dias ou que content writers têm de produzir conteúdo. Afinal são os seus trabalhos e também a sua arte. Tu podes também ser um content writer sem ter de o fazer. Então qual a vantagem de escrever todos os dias?

Ao escrever todos os dias, estás a construir uma base fundamental para a tua presença digital profissional.

Este é um ponto positivo para quem adia estratégias ou tem medo de começar. Se se comprometer a escrever todos os dias, por um mês que seja, estás a tornar a atividade numa prioridade. Estás a destacá-la na tua vida. Não estás a adiar mais. A ação vai dominar o teu dia-a-dia, em vez da incerteza.

Este “push” geralmente só se consegue quando fazemos uma aposta ou apanhamos um susto e mudamos radicalmente de vida. Porque o ser humano é preguiçoso a mudar e só muda por necessidade ou por desespero. Um desafio desta natureza dá-te um começo rápido e prático.

mulher loira a pensar como escrever todos os dias

Não precisas de escrever todos os dias, mas precisas disto

Sei que tens de escrever todos os dias, mas não precisa de ser um blog post. É muito importante praticar a escrita e consegues fazê-lo de outras formas.

Contudo, quem escreve todos os dias não tem imediatamente sucesso. E há quem não o faça e tenha sucesso.

Por isso, estes são realmente os aspetos a ter em conta:

1 – Um bom público-alvo

O teu blog não é para ti, é para os outros. Se queres escrever para ti, tem um blog privado ou não partilhes o blog ou escreve num diário. Se estás a partilhar na Internet já estás a criar uma relação com o outro.

Ao te posicionares como um especialista, tens de perceber quais são as pessoas que vão beneficar desses conhecimentos. Assim, define um bom público-alvo e poderás só escrever uma vez por semana.

2 – Uma estratégia

Um bom marketing de conteúdo é poderoso, no curto e no longo prazo.

A tua estratégia deve conter o público-alvo, quais os temas, os títulos dos artigos, em que plataformas vais estar, como vais divulgar, que tipo de artigos vais escrever.

Por exemplo, podes decidir fazer dois artigos por semana, mas cada um deles tem mais de 1500 palavras, está altamente otimizado para uma long-tail keyword e o tema é um passo a passo de como fazer anúncios no Facebook.

Estes podem ser artigos mais curtos e outros mais longos que, dando mais trabalho, podem ser verdadeiros campeões de visitas no longo prazo.

Ler mais: Como escrever um artigo para blog em 10 passos

3 – Um Why?

Antes de criar um blog, deves saber porque queres criar um blog.

É para vender os teus produtos ou serviços? Partilhar histórias de uma determinada experiência? Documentar a tua aprendizagem numa nova área? Ser mentor em determinado tema?

Estas questões ajudam-te a definir o teu WHY – porque estás a fazer. Assim, podes escrever todos os dias e não ser feliz a fazê-lo. Bem como podes escrever apenas uma vez por mês, mas ter muito sucesso por isso.

Saber o que queres falar e porque queres falar importa bem mais do que quantas vezes por semana escreves.

4 – Consistência

Por fim, não deves pensar em como escrever todos os dias – mas sim como manter a consistência de escrita.

Não precisa de ser um artigo por dia, mas tens de implementar conteúdo de forma rotineira. É possível que queiras começar com apenas um artigo por semana, porque é isso que consegues. No entanto, deves puxar por mais.

O Google agradece se o teu blog se mantiver “vivo” e otimizado e os teus leitores vão-se lembrar de ti mais vezes se comunicares com eles mais do que uma vez por semana. É preciso dizer “presente!” quando estás a começar, para que tenhas a sua atenção.

Para um blog, aconselho três vezes por semana, para ganhar um primeiro tráfego. É um meio termo entre escrever todos os dias (muito desafiante) e uma vez por semana (pouco).

Para iniciantes, aconselho o desafio 30 dias para blog, um passo-a-passo que obtém benefícios de ambos os modelos.

Quando me perguntam se é preciso escrever todos os dias para ter um bom blog, digo que não. É algo que podes fazer, com um desafio, para aprimorar as tuas skills. Ou se simplesmente é essa a tua carreira e sentes que tens de o fazer. Ainda assim, deves publicar muito e de forma consistente, para criar uma boa base de leitores.

Sharing is caring!