escrever no medium pessoa a ler o jornal
Blog

Sou blogger: vale a pena escrever no Medium?

Como blogger, podes escrever em várias plataformas e ganhar dinheiro com isso. E vale a pena escrever no Medium?

Se tens um blog pessoal, certamente sabes que existem pessoas com blogs que ganham dinheiro com isso.

Aliás, esse é mesmo o trabalho de um content writer – é um produtor de conteúdos que essencialmente escreve materiais, como e-books, artigos de blog, casos de estudo, etc.

Existem assim plataformas em que podes ser pago pelos teus artigos. Estas comissões podem ser geradas de várias formas. Ou és pago pelo número de palavras ou pelas visualizações. Uma dessas plataformas é o Medium.

O que é o Medium?

O Medium nasceu como uma plataforma para artigos de bloggers, freelancers e jornalistas que podem criar artigos e ser lidos por uma comunidade. Foi criado nesse sentido, em que uma comunidade pode escrever, comentar e partilhar entre si conhecimento e histórias.

Atualmente só podes ler cinco artigos por mês gratuitamente. Para leres ilimitadamente, deves subscrever ao plano de 5€ por mês (o chamado Medium Premium). Outra oportunidade que o Medium dá é que podes ser pago pelos artigos que escreves. Sim, escrever no Medium pode ser um trabalho pago.

Ler mais: 8 blogs de marketing digital para seguir as tendências

Para tal, deves submeter a tua candidatura ao programa Medium Partner Program para os teus artigos estão elegíveis para serem pagos. Caso seja bem sucedidos tens um rendimento extra e as transferências são feitas para a tua conta Stripe. Este processo pode ser complicado pois tens de preencher uma declaração de impostos para os EUA, mas é possível ganhar dinheiro a escrever nesta plataforma.

(se tens questões fiscais sobre este tema, contata um contabilista certificado para te ajudar).

escrever no medium website homepage

O que encontrar no Medium?

Se estás a escrever no Medium, é possível que também leias muito lá. Um dos seus fatores de popularidade foi ter publicações de jornais e publicações editores próprios.

Estas publicações são criadas por jornalistas e editores, que fazem um conteúdo diferente para a web, para contar histórias relevantes. Podes encontrar publicações como the Atlantic, New York Times, One Zero, Gen, etc.

Também podes seguir os artigos de autores como o Ryan Holiday, especialista em marketing e estoicismo.

Algumas empresas portuguesas começam a ter blogs no Medium

Por ser uma plataforma bem feita e pronta a usar, algumas marcas, como o Zomato, também estão a escrever no Medium. No entanto, a maioria dos conteúdos estão em inglês e são criados por norte americanos, britânicos, australianos, etc.

Outra forma de encontrar conteúdos é pesquisar por temas. Ao criares uma conta, selecionas quais os temas que mais te interessam. Artes, cultura, negócios, economia, escrita, lifestyle, media, podcasts, marketing, startups, são dos temas mais lidos. Bem como temas de desenvolvimento pessoal, produtividade.

O bom é que tens pessoas normais que contam as suas experiências, os melhores casos de estudos, quanto é que ganham, técnicas para escrever melhor. Ou seja, há uma grande partilha e conheces a jornada de diversas pessoas de diferentes nacionalidades.

Ler mais: 10 livros de desenvolvimento pessoal para iniciantes

Vale a pena escrever no Medium?

Escrever no Medium pode ser apelativo, pois tens um público, é gratuito, não tens despesas de manutenção (como tens num blog em WordPress) e as pessoas podem encontrar os teus conteúdos através do Google. já que a plataforma está otimizada segundo as regras do SEO.

Ou seja, as visitas que os teus artigos vão receber não estão limitadas à plataforma, aumentando a tua exposição desde o início dentro e fora da comunidade.

É ter um espaço gratuito para mostrares as tuas skills e se participares no Medium Partner Program, os teus artigos podem-te trazer alguma renda ao longo do tempo.

Contudo, esta plataforma está pouco explorada em Portugal e os conteúdos estão na maioria em inglês. Assim para teres mais visitas é melhor investir em artigos em inglês. Mas também tens de pensar na concorrência.

Num mundo em que a maioria das pessoas escreve nessa língua, vais estar “perdido” num mar de artigos, muitos iguais, muito diferentes. E vais concorrer com pessoas que conseguem ganhar 1000-1500€ por mês porque só fazem aquilo, a full-time.

Ainda assim, não é uma solução que deves por logo de lado. Ao entenderes a plataforma e dedicares tempo o suficiente, podes encontrar lá uma tribo de leitores, partilhares os teus conteúdos de forma gratuita e até ser pago por isso, todos os meses.

Ler mais: Tenho de escrever todos os dias para ter sucesso?

Como começar a escrever no Medium?

Para iniciar a tua experiência de escrever no Medium, segue então este plano:

  • Escreve pelo menos duas vezes por semana;
  • Experimenta escrever pelo menos 10 artigos em português;
  • Podes literalmente copiar os artigos do blog para esta nova plataforma;
  • Partilha nas tuas redes sociais;
  • “Espera” um mês para ver resultados;
  • Continua o plano se estiveres satisfeito com a exposição e alcance.

Se, por outro lado, vais começar a escrever em inglês, faz este plano B:

  • Escolhe 3 temas que vais trabalhar;
  • Escreve pelo menos dois artigos por semana;
  • Podes adaptar os conteúdos que tens no teu blog em português para inglês;
  • Revê bem os conteúdos para evitar erros ortográficos;
  • Faz um título apelativo;
  • Partilha no Medium Partner Program e nas redes sociais;
  • Mantem este plano durante dois meses e avalia os resultados semanalmente.

Ler mais: Estratégia de Marketing de Conteúdo: 9 passos a seguir

Concluindo, vale a pena escrever no Medium se quiseres adotar conteúdos para inglês, dedicares semanalmente à plataforma e fazeres parte do programa para receber dinheiro com os teus artigos.

Sharing is caring!