Follow Us

Erre Grande com 4 anos – o que é para mim escrever?

Erre Grande com 4 anos – o que é para mim escrever?

Fez ontem quatro anos que este cantinho existe e comecei a pensar o que ele significa para mim quando estou a escrever.

Este blog já existe há quatro anos. Já disse que para alguns é muito e para outros é apenas meio caminho. Para mim, é mais uma prova de sobrevivência.

A conversa é a mesma, não muda. Escrever todas as semanas dá trabalho. Ter ideias dá trabalho. Criar um blog e manter um blog vivo requer tempo e tempo para pensar e tempo para escrever. E eu fico contente por isso, por ver o esforço reconhecido em comentários, menções pessoais, partilhas e visualizações.

4 anos em que este ano escrevi menos. Porquê?

Este último ano de 2019, houve mais preocupações que me afastaram deste sítio. Quero sempre ter um post uma vez por semana, mas sei que falhei em algumas alturas.

Foi assim que comecei a pensar o que escrevo e porque escrevo. E sei que para mim a escrita em várias funções.

1 – A escrita como forma de expressar

Há quem toque música, há quem fale muito, há quem veja filmes. A minha forma de falar é através da escrita, pelo que é a minha melhor forma de expressar. O que não digo, escrevo.

Escrever é pensar, desabafar, partilhar. Não vivo sem escrever e este cantinho serve para isso. Como uma necessidade própria humana, como oxigénio. Não quero protagonismo ou nem sempre estou a trabalhar a minha marca pessoal. Muitas vezes, penso sobre um tópico e não consigo deixá-lo a marinar na minha cabeça. Tenho de escrever para sair de mim. E partilhar acaba por ajudar, para mim e talvez para alguém que leia e ache útil.

2 – A escrita para reflectir

No seguimento da necessidade, surge a reflexão. Quero poder deixar a minha opinião sobre alguns temas. Quero partilhar uma perspetiva diferente.

O tópico de Millennials surge muito daqui. Se há algo de que gostava de falar, uso este cantinho para isso também. O tópico de desenvolvimento pessoal também surge porque gosto do tema, penso muito sobre as questões da evolução, da mudança, da vida do ser humano.

E, claro, o tópico de carreira, que foi o início deste blog e que me continua a suscitar interesse todos os dias (não fosse eu uma workaholic).

3 – A escrita como marca pessoal

Sou Millennial que fala sobre carreira. Penso nas minhas skills num mercado de trabalho. Penso em side hustles. Quero-me destacar profissionalmente.

Assim, escrevo para promover a minha marca pessoal. Este blog é o meu espaço, um espaço para explorar ideias e que mostra alguns valores da minha vida profissional. É possível perceber que dou valor à marca pessoal, a partilhar ideias, a mostrar alguns conhecimentos que me podem tornar especialista em algo.

É também um espaço criativo, para partilhar uma forma de escrever de que gosto. Uma forma de colocar alguma comédia, ironia, sarcasmo ou pensamos parvos sobre a vida e sobre assuntos sérios.

Assim, estes 4 anos do Erre Grande servem para dizer que ele vai continuar, sempre, desde que eu goste de escrever.