o que faz um content writer
Blog Marketing Digital

O que faz um Content Writer?

Quem gosta de escrever é jornalista, copywriter, escritor, blogger? Talvez sejas mesmo um Content Writer. Estas são as características de uma profissão ainda pouco valorizada.

Quando me perguntavam: “o que queres ser quando fores grande?”, primeiramente disse que iria ser veterinária, porque gosto muito de animais. Contudo, também gostava de escrever.

Se gostas de escrever então vais ser jornalista!

Parecia a coisa mais simples do mundo: de facto, os jornalistas são uma profissão que se reconhece que ganha a vida a escrever.

A própria área dos media mudou com a entrada da Internet nas redações, bem como a emergência dos blogs. Já não era preciso ter uma licenciatura e uma carteira profissional para se escrever sobre determinados tópicos. Quem conseguisse ter uma audiência era um escritor de sucesso.

Com a necessidade de criar notícias para websites, mas também para artigos e vídeos, “nasceu” uma nova profissão: o content writer.

O que é um content writer?

Esta profissão está ligada à generalidade da escrita de conteúdos para a web.

Segundo o site Indeed, especialista na procura de emprego, um content writer cria materiais para websites e outros tipos de media. Podem trabalhar em equipas de conteúdo abrangentes, que incluem profissionais de marketing, project managers e outros gestores.

Um content writer não tem total liberdade para escrever o que quiser, como um blogger. Este deve seguir determinadas diretrizes da empresa onde trabalha. O seu principal objetivo é criar conteúdo informativo e educativo, para gerar interação com uma marca. Por isso, deves escrever para esclarecer o leitor sobre determinado tema.

Um content writer pode ser um copywriter, mas nem sempre é assim

Os content writers e os copywriters são efetivamente diferentes.

Um copywriter foca-se em criar materiais de marketing e, por isso, tem de ter como guia a persuasão. Deve pensar estrategicamente sobre as palavras ou expressões que vão chamar à atenção e levar um utilizador a realizar uma compra.

Já um content writer está mais focado em escrever conteúdo logo que informe e eduque a audiência – daí a sua comparação com jornalistas, ou o facto de alguns alunos do curso de Comunicação ou de Jornalismo acabam por se entitular por content writers.

Estas diferenças não são estanques e muitas vezes há profissionais que fazem ambos os papéis. Contudo, é importante fazer esta distinção, porque trabalham as mesmas competências, mas acabam por ter propósitos diferentes.

Tal como a copywriter Alexa Cattoni menciona, todos os negócios precisam de ambos: precisam de copywriting para criar uma venda e aumentar conversões e precisam do content writing para poder criar conversas, engajamento com uma audiência e também.

Podes ver o vídeo abaixo para perceber melhor estas diferenças:

Quais as skills para ser um content writer?

De facto, escrever conteúdo não precisa de ser apenas artigos para blog. Podem ser gráficos, imagens, páginas de website. E ser um content writer vai-te ajudar a experimentar várias competências para além da escrita. Para te tornares um bom content writer, deves trabalhar estas skills:

Pesquisar

Ser um content writer é saber pesquisar temas para os teus materiais de comunicação. Tal como um jornalista, deves estar atento à atualidade, para perceber que assuntos a tua audiência pode-se interessar e ajudar a esclarecer essas dúvidas.

Deves também estar atento ao que a concorrência está a escrever – daí ser muito importante “sair da secretária” e navegar por diferentes meios de comunicação, blogs e websites.

Para que o teu conteúdo dê ainda mais valor ao leitor, complementa com diferentes fontes de informação. Utiliza estudos e relatórios para melhorar os teus conteúdos de blog ou para melhorar os teus próprios relatórios. Por isso, saber pesquisar e verificar fontes é uma competência importância para criares conteúdo de grande qualidade.

Ler mais: Quais são as 5 skills do futuro, segundo a Accenture

Conhecer a audiência

Antes de escrever, qualquer profissional de comunicação deve-se perguntar: para quem estou a escrever?

Os profissionais de marketing utilizam a “persona” para saber quem pode comprar determinado produto. Um content writer também tem de conhecer a sua audiência para saber como entregar o máximo de valor em cada peça de conteúdo.

Deves pesquisar o que se fala nas redes sociais, que tópicos as pessoas pesquisam nos motores de buscas, que necessidades têm, que perguntas fazem. Quando tiveres toda esta informação, vais criar um conteúdo sobre estes tópicos. Um conteúdo com grande qualidade, que educa o leitor e se diferencia de outros tantos.

Este é sem dúvida o propósito da escrita de conteúdos: criar valor. Ao criar uma relação com a audiência através do conteúdo, o leitor sente-se mais próximo da marca, como se estivesse a ter uma conversa. Logo é realmente importante investir tanto em copy como em content writing quando tens uma empresa.

Saber escrever long-form content

Enquanto um copywriter tem de ser económico e guiar o utilizador desde o primeiro passo até concretizar uma venda, um content writer pode comunicar em diferentes dimensões.

Quando falamos do propósito de criar interação em redes sociais ou num blog, tens de pensar no que o teu leitor procura e o que sabe sobre determinado tema. Se estás numa posição de educar, então deves ter um conteúdo longo, provavelmente mais do que um simples parágrafo.

Para conseguires fazer isso, segue estas dicas de escrita para melhorar os teus artigos de blog em segundos.

Escrever com SEO

SEO é a sigla para Search Engine Optimization. A ideia do SEO é optimizares o teu conteúdo por forma aos algoritmos do motores de busca da Google encontrem e apresentem o teu conteúdo a um utilizador que pesquisa por determinado tema.

Logo, todo o content writer utiliza SEO de uma forma bastante prática. Deve pesquisar keywords de uma forma estratégica, para que o conteúdo seja útil e referenciado nos motores de busca.

No entanto, esta deve ser uma relação equilibrada. Escrever um conteúdo apenas com buzzwords não acrescenta valor à tua audiência se ele não se interessa por tal. É juntares as duas componentes que tens um conteúdo informativo e credível que, por sua vez, com algumas dicas pode-se tornar ainda mais relevantes para os utilizadores.

Ler mais: SEO para blogs: começa a fazer isto em todos os teus artigos

Escrever bons títulos

Por fim, esta é a competência que um content writer pode ir buscar a um copywriter.

Saber escrever títulos chamativos para obter mais visitas e interação com a audiência não pode descurado por um content writer. Por isso, aprende um bocadinho de copywriter para guiares o teu leitor a carregar os teus artigos ou a criar call-to-actions que promovem comentários e partilhas.

Ao longo do tempo, quanto mais contacto tiverem com os teus conteúdos, mais brand loyalty terás.

Neste artigo, sabes melhor que o faz um content writer – e talvez tenhas percebido que és um produtor de conteúdos, mas simplesmente não sabias. Para melhorar as tuas competências de escrita, assume este mindset e utiliza-o na comunicação da tua empresa, para que a tua marca seja conhecida e para teres mais utilizadores a conhecer o teu conteúdo.

Sharing is caring!