Follow Us

5 coisas a aprender com Gary Vaynerchuk

5 coisas a aprender com Gary Vaynerchuk

Gary Vaynerchuk pode-te ensinar muito sobre marketing, comunicação, empreendedorismo e, até, empatia. Estas foram algumas coisas que aprendi com o dono da Vayner Media.

Já conheço o Gary Vee há bastante anos. Comecei por ver os seus vídeos no Youtube em 2015 e passei meses de seguida a ouvir o seu podcast todos os dias. Adorava a sua energia, o seu conteúdo sincero. Havia alguma arrogância e um discurso inspirador muito parecido aos de outros. E além disso, há um tique nervoso que me irritava um pouco: no seu entusiasmo, o Gary Vaynerchuk começa uma frase e não acaba. Ele adora o que faz, mas não conseguir terminar um pensamento deixa-me confusa.

Deixei de ouvir as suas keynotes porque o conteúdo era repetido (faz sentido, quando tens diferentes públicos passar a mesma mensagem). Contudo, recentemente, precisei de alinhar as ideias e revisitei o Gary, que me ajudou muito a lembrar o essencial.

Quem é o Gary Vaynerchuck?

Gary Vaynerchuk – também conhecido como Gary Vee – é um empresário e empreendedor nascido na Bielorússia, tendo emigrado para os Estados Unidos com sete anos. Começou a sua carreira a trabalhar para a loja de vinhos dos pais, em New Jersey, e criou um canal de Youtube em 1998 e tornou a loja num negócio de 30 milhões de dólares em apenas cinco anos. Hoje é CEO da VaynerMedia, uma agência de marketing e comunicação digital, e trabalha com grandes marcas em todo o mundo. É a agência responsável por diferentes anúncios na final da Super Bowl.

Vaynerchuk ficou conhecido por ser uma “máquina de fazer conteúdos”. Tem vários canais, vídeos, livros, blog posts, Instagram posts, imagens e inspiracionais que fazem com que esteja em todo o lado. Ainda assim, é possível aprender cinco regras básicas de Gary Vaynerchuk que podes aplicar na tua vida profissional.

1 – Não cries conteúdo, documenta

Uma das regras básicas de Gary Vaynerchuk é “começa hoje, independentemente dos teus recursos”. Muitos fazem-lhe perguntas sobre como criar conteúdo, como fazer vídeos, sobre o que escrever num blog em 2020. Para Gary, a ideia não é criar conteúdo, mas sim documentar a vida. Um dos seus shows é documentar a sua vida entre reuniões, gestão de empresa e entrevistas com outros empresários. No fundo, o conteúdo que está a criar é sempre com base nas suas ideias e a sua vida.

O mesmo pode ser para ti. Se queres criar um canal de Youtube ou um blog e não sabes por onde começar, pensa em documentar a tua vida ou os teus interesses. Tive esta ideia ao escrever os artigos “Como melhorar o SEO do blog” e “6 passos para pesquisar uma keyword para um artigo“. Em vez de pensar no que escrever, partilhei as experiências que estava a ter e isso criou um conteúdo rico, interessante e útil para outros. Assim, procura “inspiração” na tua vida, nos teus interesses e nas tuas experiências, pois pode ser bom para outros.

2 – Trabalho, trabalho, trabalho, trabalho e…trabalho!

Put in the work. The main ingredient of success … people want to talk about working smart and systems but you can’t avoid this”

Basta abrir o perfil de Instagram e notar que as várias mensagens do Gary Vaynerchuk incentivam-te a trabalhar. Para ele, não existem fórmulas mágicas, mas sim muito trabalho. E se falhares? Levantas-te e continuas. É preciso ganhar prémios ou dizer o quão bom és? Não, apenas continua a trabalhar. Trabalho, trabalho, trabalho. É essa a chave do sucesso para Gary Vaynerchuk.

3 – Dá, dá, dá e depois pede!

Uma das coisas de que gosto é que o Gary desvia-se um pouco dos empreendedores de produtos digitais que se baseiam em funis de vendas, conteúdos gratuitos e pagos ou webinares feitos para te vender um produto de 2000€. Ele tem uma marca pessoal muito forte e todo o seu conteúdo é uma escola de gestão de negócios e de marketing digital. Mas ele faz isso porque sabe o quão poderoso é o conteúdo a influenciar os outros a ter as melhores ideias.

Porque é que Gary Vaynerchuk lança tanto conteúdo gratuitamente sem um curso online? Porque acredita na regra central do seu livro Jab, Jab, Jab, Right Hook. A ideia é: “dar, dar, dar e depois pede”. Este livro é aplicado a gestão de redes sociais, mas pode ser aplicado noutros campos na vida. O empresário faz muito conteúdo gratuito para “dar dar dar” e depois “pede” ao utilizador para subscrever ao canal, para comprar o livro ou os ténis, para o ir ver a um evento.

A estratégia de dar antes e depois receber é fundamental para as vendas e para o marketing, pelo que esta máxima é muito útil para a tua carreira.

4 – A empatia

Nos últimos anos, Vaynerchuk não se tem focado muito na “cultura hustler”, que dizia às pessoas para trabalharem duro, não dormirem, só pensarem no seu negócio. Agora ele fala mais de empatia.

Desenvolveres a tua inteligência emocional é uma das softs skills do futuro (e do presente, claro). A mensagem que o empresário quer deixar é que se houver mais empatia nos negócios, é possível as pessoas concretizarem os seus sonhos.

O exemplo dado é que a sua mãe sabia que ele não era um bom estudante e que a escola era uma seca. Contudo, nunca deixou de o apoiar e teve a empatia pelo filho e de o apoiar, de lhe dar amor, de cuidar dele. E um dos principais arrependimentos é não ter mostrado empatia por pessoas, quando geriu dois negócios e centenas de pessoas.

Aquilo que Gary demonstra é que os negócios são feitos de pessoas. E para além das questões financeiras ou operacionais, há as questões humanas que devem ser centrais e que são até mesmo a base de sucesso de uma empresa.

5 – Play the long game

Há algo que não te podes esquecer. Gary Vaynerchuk é emigrante e é um self-made-man, mas atualmente tem grandes recursos ao seu dispor. Gere uma empresa, vive em Nova Iorque, é milionário, é um autor de bestsellers, e fez investimentos certeiros em empresas como Facebook, Twitter e Uber.

Contudo, ele é prova do “long game”. Uma das principais mensagens que partilha com jovens é que “há tempo para crescer”. Não é preciso ter sucesso aos 20 anos, podes ou não ir para a faculdade, aproveita as tuas experiências e não precisas de criar logo um negócio. Trabalha e falha várias vezes. O Gary Vaynerchuk tem o sonho de comprar o estádio dos New York Jets e por isso desde cedo sabia que as coisas demoram o seu tempo. Não interessa muito se vai concretizar o sonho ou não, mas é um mindset criado para se lembrar que o trabalho contínuo e constante é a melhor forma de sermos felizes na vida.

Estas são as cinco coisas que aprendi com o Gary Vaynercuk. Utilizo-as na minha vida profissional e também na vida pessoal. São excelentes conselhos para por em prática, parece-me.