Follow Us

A melhor formação é a experiência

A melhor formação é a experiência

Podemos tirar vários cursos e pós-graduações. Mas nada se compara à experiência.

Queria apontar esta frase para poder pensar nela muito bem

“A melhor formação é a experiência”

Só de escrever esta frase fico a pensar o que esta frase significa para mim. Como a sua ideia é clara para mim.

Eu explico.

Passei toda a minha vida a estudar, mergulhada em livros e a escrever apontamentos. Sempre gostei de ler, conhecer e saber mais coisas e por isso nunca me dei mal na escola. 

Foi também aquilo que os meus pais me ensinaram. “Deves ser boa aluna, tirar boas notas, para ires para uma boa faculdade, escolher uma licenciatura. E se tiveres boas notas na licenciatura, vais ter um bom emprego e ter uma boa vida”.

E assim o fiz. A passagem para a faculdade também não foi complicada. Percebi que a minha estratégia de ter mais e mais conhecimentos teóricos me iria ajudar.

Quando cheguei à faculdade, comecei não só a ganhar mais conhecimentos teóricos mas também a colocá-los em prática. Tinha de saber fazer, de arregaçar as mangas, de ir para o mundo e experimentar.

Com a entrada no mercado de trabalho, entrei numa nova fase.

Decidi procurar novas formas de potenciar as minhas competências.

Fiz alguns cursos de formação e até cursos online. Mas sentia que não estava a conseguir melhorar as minhas capacidades de forma relevante.

De facto, como estávamos num período de crise, pensei que continuar a estudar seria uma opção para me entreter. Continuei para uma pós-graduação e troquei experiências com outras pessoas. Sentia que não tinha uma forma concreta de aplicar esse conhecimento no dia-a-dia, num estágio, num projecto.

Assim, em vez de procurar, tive de criar a minha própria experiência.

rapariga a escalar montanha num dia de sol
Photo by Samantha Sophia on Unsplash

Neste meu último ano criei os meus próprios projetos. Para me manter entretida, mas para colocar em prática as ideias que tinha.

Com esta experiência, cheguei a uma conclusão: todos temos a capacidade de armazenar conhecimento, mas não é isso que nos torna mais ou menos inteligentes.

Todos temos paixões e conseguimos decorar curiosidades, informação, aplicar uma ou outra forma. Contudo, se o conhecimento não for aplicado, de nada serve sermos os melhores alunos da turma. 

É a experiência que dita a diferença entre uma pessoa inteligente e uma pessoa sábia. Porque a sabedoria vem da experiência, da maturidade, da descoberta de que as coisas na prática podem funcionar de forma diferente que na teoria.

É através de sucessivas tentativas, umas com sucesso outras nem tanto, que conseguimos perceber o que fazemos bem e o que fazemos mal, do que gostamos e do que não gostamos.

Foi as experimentar várias áreas, a ir a conferências e eventos, a falar com pessoas diferentes que descobri outros mundos e outras ideias. Mas também aprendi do que gostava e do que não gostava.

Através dessas experiências, pude conhecer outras realidades e aprender com a experiência de outras pessoas. Ao ver os outros, conheci ver a minha própria realidade e o que queria para ela. As minhas experiências e ações levaram-me a procurar mais experiências do que teorias. Fizeram repensar os meus valores e o caminho que queria trilhar.

Em vez de me ficar apenas pelo papel, tinha de experimentar e falhar

Tentar as coisas pela prática num sistema de tentativa e erro pode ser trabalhoso e demorado. No entanto, não há melhor lição que a experiência.

Porque ela é tão real, tão imediata, tão nossa que sentimos verdadeiramente as suas lições e aprendemos melhorar no futuro. Viver uma experiência e realmente aprender com ela é um passo determinante no desenvolvimento pessoal. E tal deve ser feito de forma constante ao longo da vida. Assim, podemos chegar mais longe.

Por isso, a experiência é mesmo a formação que nenhum de nós devia querer faltar.