Quando Não Gostas do Teu Trabalho

O emprego perfeito não existe, mas há sempre maneira de encontrarmos o que queremos na vida.

O emprego é simplesmente um trabalho. Algo que temos de irremediavelmente fazer. Precisamos de dinheiro para sobreviver e trabalhamos porque nos dá dinheiro.

Pensando assim, o mais fácil seria procurarmos um emprego que nos pague muito bem, para termos uma vida mais confortável. É o que a maioria das pessoas faz quando começa a sua carreira: procura boas oportunidades para ganhar bom dinheiro e começar a construir a vida.

Depois dessa primeira oportunidade, será sempre a subir, à procura de melhores oportunidades. Estás a ganhar bom dinheiro mas há um problema – não gostas daquilo que fazes.

Isto está a acontecer com várias pessoas que começaram as suas carreiras numa área ou empresa à procura da melhor oportunidade. E depois percebem que não gostam daquilo que fazem.

Ter um salário bem pago é meio caminho andando para uma vida realizada e confortável. Mas queria-te avisar que há uma forte possibilidade de estragares a tua vida se ficares num trabalho de que não gostas.

Se estás a pensar em ficar num trabalho com medo de mudar ou por causa do dinheiro, aqui estão 5 coisas que te vão acontecer se não gostares do teu trabalho:

 

O dinheiro deixa de ser motivador

Quando começas a tua carreira, pensas principalmente na tua independência financeira. Mas com o tempo, percebes que muito dinheiro não te vai dar o tempo que queres para fazer as coisas de que gostas. O dinheiro é um forte motivador mas se te pagam bem para fazeres uma coisa de que não gostas vais sentir que não estás a aproveitar bem o teu tempo. Porque queres dar atenção a coisas que não te interessam? Porque haverias de passar quase a tua semana toda a fazer algo que não te motiva? No princípio vais ficar satisfeito com os resultados mas no longo prazo, podes sentir-te desmotivado e frustrado ao longo do caminho.

Vais andar stressado

O teu trabalho pode não ser stressante mas vais andar mal humorado. Como diz esta frase do Simon Sinek, «trabalhar muito por algo que não nos diz nada chama-se stress; mas trabalhar por algo de que gostamos, chama-se paixão». As pessoas cada vez mais trabalham mas não se sentem realizadas – porquê? Porque não gostam daquilo que fazem. Porque o resultado final não lhes preenche. Quando trabalhamos longas horas por algo que acreditamos, o trabalho não se torna um fardo mas sim em algo totalmente necessário, para o nosso bem, ou até para o bem da humanidade. Mas se tivermos a trabalhar longas horas para impressionar alguém ou para não sermos despedidos, todo o brio e empenho tornam-se em stress, que não vai ter um bom impacto na tua vida.

As tuas relações vão sofrer

Vais trabalhar em algo que não gostas, trabalhas imensas horas, estás sempre stressado. Chegas a casa tarde e ainda tens de arrumar a roupa ou fazer o jantar. Vais ouvir os teus amigos ou parceiros a falar dos seus problemas, enquanto despachas uns e-mails muito importantes.  Achas que eles vão gostar de estar contigo quando estás stressado? Quando não estás satisfeito com a tua vida profissional, não consegues dar atenção aos teus amigos, família ou companheiros. O teu stress e mau humor não te vai permitir estar bem com eles e eles vão começar a notar e a pedir mais de ti e da tua atenção. Se tiveres um trabalho de que gostes, vais estar mais satisfeito e de melhor humor, e o teu optimismo vai ajudar-te a ter melhor tempo livre.

Vais ver defeitos em tudo

Quando não estás feliz, é muito difícil seres uma pessoa positiva e bem humorada. Quando entras em negatividade, vais encontrar ainda mais negatividade. Se tiveres descontente, não vais sorrir, contar piadas, dar atenção às pessoas. Vais ver defeitos em tudo. Vais passar os dias a reclamar e vais sentir-te bem com outras pessoas que também só sabem reclamar. E vais criar relações tóxicas na tua vida. Vais achar natural passar o dia no escritório a falar mal de tudo e de todos. Qualquer trabalho que faças é muito importante e descarregas logo em alguém que fez um erro mínimo. Quando a tua cabeça só pensa em coisas negativas como «não és capaz», «não vais ser promovido», «nunca vais ser chefe», a tua personalidade vai-se tornar mais dura e rígida.

Tu estás a sofrer

Mesmo com dinheiro, família e objetivos, se não estás bem contigo mesmo, não vais passar bem os teus dias. Estares seguro e confiante nas tuas decisões é o principal. A vida é só tua e tu és responsável por ela. Se não estás feliz, encontra uma maneira de o ser. Só tu podes mudar a maneira de a viver. Esse deveria ser o principal motivador que te deve fazer ver que ficar num trabalho que não gostas não te vai ajudar no longo prazo. Podes adquirir imensos conhecimentos e até evoluir mas nada de vale ter uma vida que não estás a viver como queres.

 

Quando estás numa situação em que não estás num trabalho de que gostes, a mudança tem de ser o principal motivador. Investe nos teus sonhos, conhece os teus pontos fortes, investe em ti. A mudança é feita passo a passo mas a decisão de mudar dura apenas uns minutos.

TORNA-TE GRANDE!
Subscreve à Grandeza
Recebe em primeira mão dicas e novidades sobre Carreira, Empreendedorismo & Motivação!
Quero ser Grande!
Sem SPAM, porque quero que recebas conteúdo útil. Experimenta!
close-link