Como encarar e resolver problemas em 4 passos

Problemas afectam-nos todos os dias e os mais audazes procuram sempre a solução. Se ficas agarrado ao pior que pode acontecer, segue estes 4 passos e vê-te livre dele!

Quer sejam problemas pessoais ou profissionais, conheces bem aquela tensão. A tensão de que se instalou um problema. O medo do desconhecido do que irá acontecer. O problema de não haver solução à vista. A ansiedade de ver o tempo a passar e as coisas não avançarem.

Se já te viste presa num problema, primeiro respira fundo.

Todos os dias deparamo-nos com problemas. Contudo, se virmos «problema», apenas aparece «questão ou dúvida». Todos lidamos com dúvidas a toda a hora e, por isso, não há que stressar.

Quando falamos de problemas profissionais, geralmente envolve alguma asneira. Essa asneira pode trazer consequências graves, mas nem sempre é assim.

Quer tenhas de falar com o teu chefe, com um cliente ou reverter as regras do jogo, o primeiro passo é focares-te em encontrar a solução. 

Se estás sempre a olhar para o problema, vais alimentar o teu stress e não sais do passado. Se o mal já aconteceu, foca-te no presente e no que tens de fazer para que este se resolva.

Para resolver algum problema pessoal ou profissional, segue estes 4 passos para te guiar:

1. Identifica o problema

Este é um passo que muita gente não faz. Por vezes, stressamos com um acontecimento que não é tão grave assim. Como tal, primeiro deves identificar o problema tal como ele é. O que aconteceu, quais as suas características, porque se tornou num problema. É muito importante identificar onde está o problema, pois é isso que te vai permitir encontrar a solução. 

Quantas vezes já ouviste alguém contar uma história muito dramática e, depois de desenrolar o novelo, não era nada? Assim, o primeiro passo tem de ser efectivamente perceber qual o problema.

2. Não resolvas a quente

Se tens de dar uma resposta a alguém, não decidas as coisas no momento.

Partilha o problema com quem deves partilhar e coloca-te ao dispor para procurar soluções nos próximos dias.

Pesquisar, pensar, interrogar são ferramentas essenciais para puderes encontrar uma solução que te satisfaça. Assim, poderás perceber o que é mais eficaz para resolver o problema, sem desencadear outro.

3. Coloca-te do outro lado e percebe qual é o desconforto

Ao pensares sobre a solução, deves-te colocar no lugar do outro. O outro pode ser um cliente, o teu chefe, o administrador da empresa. O outro é aquele que é afectado por um problema que ajudaste a criar e que, como tal, tem de beneficiar de alguma forma com a situação.

Por vezes, há males que não se podem alterar, mas há soluções que permitem remediar os efeitos de um problema. Ao pensar no outro, percebes assim os diversos prismas do problema e vais querer encontrar a solução que satisfaz todos.

4. Propõe a solução de hoje e previne os problemas

Depois de identificar, pensar e colocar no lugar do outro, apresenta a tua solução e age. A solução deve contemplar o que aconteceu, o que vai ser feito e o que irá ficar resolvido. Nesta altura, as partes envolvidas vão perceber que está a ser aplicado um plano para melhorar a situação. Com a solução aplicada, é possível virar a página e ultrapassar mais um desafio.

Para além da solução, deves sugerir um processo de prevenção, para que problemas semelhantes não voltem a acontecer. Mais do que estancar a hemorragia, deves procurar práticas diárias para que estas atuem em modo de prevenção.

Assim, não estarás mais preocupado com o acontecimento voltar a acontecer, uma vez que tens mecanismos para que estes não tornem a acontecer.

Certamente ninguém gosta de problemas, mas são os obstáculos que te fazem crescer. São as patas na poça que te tornam mais astuto e que te vai permitir antecipar problemas. Assim, foca-te sempre nas soluções e pensa como podes prevenir os mesmos erros no futuro. Só assim poderás ter um melhor futuro profissional e também pessoal.