ERRE GRANDE

3 livros de desenvolvimento pessoal que marcaram a minha vida

Os livros são uma boa influência na vida. Neste artigo conto-vos os livros que li há anos e continuam a ser uma referência para mim.

Ler é das coisas que mais gosto de fazer. Não sei se lhe chamo trabalho ou hobby. Ler ajuda-me a aprender skills para melhorar o meu trabalho e dá-me ideias para o blog. Mas também não é uma obrigação e faço-o com muito gosto. Assim, ler é uma necessidade básica.

Em pequena lia só livros de ficção. Nos últimos anos tenho-me virado para outros tópicos.

Muito por influência da minha experiência em Network Marketing, comecei a gostar de ler livros sobre desenvolvimento pessoal, gestão, marketing. Queria ler algo que fosse útil para a minha vida, que me permitisse ser uma melhor profissional, mas também. pessoa. A eterna necessidade de aprender e de saber mais sobre vários tópicos faz-me ler livro atrás de livros.

Quando olho para a minha estante, vejo que tenho mais de 10 livros para ler este ano. Mas vou às lojas e quero comprar mais 20 livros. É uma procura que parece não ter fim, pois quanto mais leio, mais sei e mais quero saber.

Contudo, existem livros que continuam a ser uma referência para mim. São livros que já li há algum tempo, mas que são como uma base para uma vida mais feliz.

Ficam aqui as minhas três referências:

Pai Rico Pai Pobre

Este foi dos primeiros livros que li e continua a ser um favorito. É um livro base para mudar o mindset sobre o dinheiro e é considerado um clássico financeiro. Em resumo, Robert Kiyosaki fala de dois pais diferentes que teve ao crescer, em que um preservava o dinheiro e outro utilizava o dinheiro como ferramenta.

Para quem lê o livro, percebe claramente a frase «não há almoços grátis». Ajudou-me a perceber a importância de rendimentos e ensinou-me a palavra mais importante nas finanças pessoais: cash-flow. A palavra poupança também é importante e é algo que os ricos fazem, mas fazem-no de outra maneira e este livro explica como.

Aconselho este livro para quem quer perceber melhor como funciona o dinheiro – é um ponto de partida para abordar a sua vida financeira de forma diferente.

Inteligência Emocional

Daniel Goldman, o autor, escreveu um livro em 1995 que hoje continua a ser um best-seller, ao argumentar que a Inteligência Emocional é mais importante do que a inteligência de conhecimento. A comunidade científica tem os seus debates e críticas que ajudam a desenvolver o tema, mas é a melhor sugestão de livro que tenho. Ao falar da inteligência emocional, Goldamn fala de como podemos ser crianças e adultos mais felizes se tivermos percepção das nossas emoções, da maneira como elas influenciam a nossa vida e a vida em sociedade.

Cada vez que falo com amigas sobre problemas da vida e de relações, penso que tudo vai bater a uma questão de auto-conhecimento, uma das peças da inteligência emocional.

Para mim é umas Bíblias do conhecimento humano – se leres este livro e iniciares a tua jornada de auto-conhecimento, garanto-te que serás um adulto mais feliz.

Como fazer amigos e influenciar pessoas

Este é possivelmente o livro mais falado quando se fala de desenvolvimento pessoal – ou quando falas em auto-ajuda. Com a premissa de que o desenvolvimento pessoal é para crescermos e sermos melhores adultos, tal implica melhorarmos as nossas relações sociais. Este livro tem quase 100 anos e as suas verdades continuam intocáveis.

Muitos dos ensinamentos podem parecer senso comum ou simples maneiras que aprendemos quando somos crianças. O que acho de mais extraordinário neste livro é que os seus ensinamentos parecem simples, mas quando aplicados na prática e no dia-a-dia, é possível notar diferenças em nós e nos outros. Não é por acaso que continua a ser muito recomendado a qualquer pessoa que goste de ler sobre o tema.

Estas são algumas das minhas referências. Queres saber mais recomendações de livros? Podes ver estes artigos: