Millennials – Vamos Montar um Side Hustle?

side hustle

Foi no outro dia em plena conversa que a minha amiga mandou-me um post de um blog e deu-lhe uma ideia.

“Amiga temos de lançar alguma coisa”

O post era sobre novos projectos que alguém estava a lançar e ela estava muito entusiasmada.

“Mas lançar o quê?”

“Não sei, qualquer coisa”

Esta é uma amiga que me acompanha profissionalmente.

Não trabalhamos na mesma área mas partilhamos muitas experiências e dores. Há anos que vamos falando sobre o futuro dos nossos empregos e ela nem sempre gostou  da ideia de ter um projeto próprio. Hoje, está cheia de ideias para poder fazer algo diferente, algo feito por ela e à sua medida. É a chama do empreendedorismo.

Esta tendência para o empreendedorismo está muito patente na sociedade em geral, mas também principalmente nos Millennials. O próprio New York Times refere que mais de metade dos Millennials têm um side hustle.

Um side hustle é um comum segundo trabalho que é feito nos tempos livres. O babysitting é um dos exemplos mais conhecidos nos últimos 20 anos. Mas algo está a mudar nestes segundos trabalhos.

Se antes fazia-se babysitting ou outros tipos de actividades para ganhar dinheiro extra para uma roupa ou umas férias, hoje milhares de pessoas criam verdadeiros negócios. Negócios esses que crescem naturalmente e muitas pessoas deixam os seus trabalhos para se ocuparem totalmente do seu side hustle. Muitas pessoas criam um side hustle com um objetivo específico de desenvolver uma skill, entrar numa área, mudar de trabalho ou criar o seu próprio negócio.

O que é então um side hustle?

Um “side” (lado) “hustle” (luta) é uma segunda actividade ou emprego que muitas jovens utilizam para ter um rendimento extra. A crise económica reduziu as oportunidades de emprego bem como os salários. Há também a dificuldade em sair de casa dos pais e tornar-se independente. Estas duas grandes razões fizeram-nos procurar uma actividade extra para ter mais dinheiro e viver de uma maneira melhor.

Contudo, a escolha de um side hustle é completamente diferente. Se há anos atrás o babysitting, o passear cães ou dar explicações eram actividades normais, agora as ideias são outras. Há jovens a ser comerciais a promover discotecas todas as semanas; há freelancers a escrever e a criar conteúdos para o mercado digital; há pequenos artesãos a montar a sua loja online de produtos artesanais.

Os Millennials procuram um side hustle para terem dinheiro extra mas tem de ser algo que lhes faça sentido.

Como arranjar um side hustle?

Arranjar um side hustle não é coisa do novo século. Já os nossos pais tinham side hustle que ainda hoje reconhecemos. O babysitting ou dar explicações são exemplos clássicos de um mini-trabalho extra para ganhar uns trocos. Dar aulas, cuidar de animais ou trabalhar num café no Verão são também exemplos simples de side hustle.

Mas a Internet e principalmente as redes sociais mudaram as regras do jogo. Já não é preciso horários, um local ou alguém que nos dê um segundo emprego em troca de dinheiro extra.

Veio assim ao de cima o título de freelancer. Um freelancer é alguém que está ao dispôr para colaborar em grandes projetos ou fazer um pequeno trabalho em apenas algumas horas ou dias. Se tens uma skill, em qualquer área, podes encontrar formas de colaborar com empresas e vender os teus serviços por pouco tempo e algum dinheiro para te ajudar no final do mês.

Há plataformas como o Upwork que são excelentes para poderes arranjar outras empresas que precisam das tuas skills – mas em vez de trocares de trabalho, fazes o mesmo que fazes, mas nas horas livres, e és pago por isso! Muitas vezes podes fazer estes trabalhos em casa, ao fim-de-semana, ao teu ritmo, cumprindo prazos curtos.

Novos Side Hustles a explorar

Com a Internet e a nova economia, há um universo inteiro por explorar. Se tu tens uma skill e algum tempo livre, podes dedicar parte do teu tempo a desenvolver a tua paixão e ainda estás a ser paga por isso. Esse trabalho nem precisa de ser na tua cidade, pois podes comunicar com uma empresa noutra cidade, noutro país ou até noutro continente (afinal as aulas de inglês podem-te ajudar em alguma coisa!)

Aqui fica uma lista de ideias de alguns side hustles que podes investir:

  • Comunicação e Marketing: blogs, criação de conteúdos, gestão de redes sociais, consultoria estratégica, organização de eventos;
  • Finanças e Direito: assistente financeiro, consultoria financeira, consultoria de investimentos, data analyst, gestão financeira, apoio e consultoria jurídica;
  • Arte: designer gráfico, web designer, design multimédia, criação de templates para websites, ilustração, venda de produtos artesanais, videógrafo, criação de branding e estacionário para empresas;
  • Informática: criação e gestão de websites, programação, criação de aplicações, suporte;
  • Outros: Gestor de Projecto, Coaching One-on-One, Customer Care, Estudos de Mercado, Venda de Produtos, Formação em regime E-Learning, Assistente Administrativo;

 

Um side hustle é diferente de um hobby – é uma forma diferente de ocupares o teu tempo. Com um side hustle podes desenvolver alguma paixão que tenhas, ter novas experiências, receber um rendimento extra e ainda desenvolveres-te pessoal e profissionalmente. É também um óptimo exercício para desenvolveres a tua criatividade e várias skills ao mesmo tempo, que te vão permitir adaptares-te melhor às mudanças do mercado de trabalho.

E tu? Tens algum side hustle? Conta-nos!