7 Passos Para Ter Um Bom Perfil no LinkedIn

O LinkedIn tem se tornado numa das redes sociais mais interessantes dos últimos anos – e isso é bom.

O Facebook serve para falar com os amigos e partilhar vídeos engraçados. O Instagram serve para colocarmos fotos inspiracionais da nossa vida. O Twitter serve para espalharmos boas mensagens para o mundo. E o Linkedin?

O LinkedIn começou como um simples CV online.

Quinze anos depois e uma integração na família Microsoft, a rede social tem crescido para outras funções que atrai tanto colaboradores como donos de empresas.

Tenho utilizado a rede social activamente nos últimos meses e as suas funcionalidades são muitas.
Serve para procurar empregos, conectar-se com outras pessoas, descobrir eventos profissionais, publicar e partilhar opiniões sobre vários temas de Negócio, Marketing ou RH. Até as empresas utilizam bastante a rede social para ganhar novos clientes e fechar contratos.

Face a todas estas funcionalidades fica a questão – como posso realmente aproveitar o LinkedIn como colaborador

1. Atualizar o Perfil

Muitas pessoas criam o perfil e deixam-no no vazio e começam a adicionar as pessoas. O principal de qualquer perfil é uma fotografia profissional, o cargo que está a desempenhar agora em que empresa e alguma experiência profissional passada. É importante colocar o que desempenhou em diferentes cargos em diferentes empresas e os resultados que obtiveste. Pensa em utilizar exemplos como “Sales Associate – trabalhei numa equipa comercial onde desenvolvia prospecção de mercado e angariação de clientes, tendo aumentado em 50% a minha carteira nos primeiros 12 meses”. Desta forma, podem ver como é que esse trabalho te ajudou a desenvolver como profissional.

2.  Colocar Skills

As skills servem para complementar as experiências mencionadas. As skills aprofundam os teus conhecimentos que vais tendo nos diferentes trabalhos e até em diferentes áreas. Além disso, as várias conexões da tua rede podem-te recomendar as várias skills, o que permite dar credibilidade, profissionalismo e especialização numa determinada área. Imagina que te estás a candidatar a uma vaga de emprego em algo que nunca trabalhaste. Contudo, consegues reconhecer que tens skills transversais que te podem ajudar nesta nova vaga e o reconhecimentos dos outros pode posicionar-te mais perto de outros candidatos.

Podes ainda acrescentar cursos e certificados que foste fazendo para te dar uma prova dos teus conhecimentos em alguma especialidade, colocando sempre a instituição ou centro de formação. Os certificados em línguas são uma boa adição ao teu perfil.

3. Criar conexões

Esta é a dica mais fácil mas também deve ser utilizada estrategicamente. A primeira ideia é adicionar pessoas que conhecemos, antigos colegas de faculdades, colegas do trabalho e até familiares. A segunda ideia é adicionar pessoas que admiramos. A terceira ideia é adicionar qualquer pessoa que nos adiciona. Mas não o devemos fazer. Temos de ver o LinkedIn como um perfil curado com conexões que trazem valor acrescentado às nossas relações e experiências profissionais. Adiciona pessoas relevantes na tua indústria, pessoas com quem gostasses de trabalhar, pessoas com quem partilhas interesses profissionais. São essas conexões que vão tornar o teu perfil mais interessante.

4. Fazer recomendações

Dar e pedir recomendações é um passo que vai mostrar como trabalhas em equipa. Dá recomendações a antigos e atuais colegas de trabalho e pede também de volta. Qualquer empresa pode consultar o teu perfil e ver o que um profissional disse sobre ti – se for teu superior, ainda melhor!

Imagina o que é terem 4 ou 5 cartas de recomendação à vista de milhares de pessoas em todo o mundo – é uma ferramenta que vale a pena investir.

5. Seguir empresas da área

Fazer um “+” e seguir uma empresa pode não te dizer muito, mas ajuda o teu perfil na rede social. Segue empresas não só onde trabalhaste e te relacionas, mas em empresas da tua área onde gostarias de trabalhar. Segui-las vai fazer com quem as suas atualizações apareçam no teu perfil e possas atentamente conhecer o mercado de trabalho atual e os temas de que falam. Ter um bom leque de empresas que conheces ajuda-te a expandir as tuas conexões, que certamente te podem ajudar nos vários passos da tua carreira.

6. Partilhar e comentar

Possivelmente já viste pessoas que postam perguntas no LinkedIn para obter melhores ferramentas para gerir os seus negócios. Esta é uma boa forma de conheceres outras pessoas, comentar opiniões, partilhar bons artigos. O intuito é poderes responder a publicações às quais sintas que tens uma opinião sobre o assunto. Se falam sobre experiências tuas ou a tua profissão, porque não dares a tua opinião? Já fiz isso em algumas publicações e tenho ganho não só bons comentários mas conexões relevantes para a minha atual função.

7. Uma boa tagline

Depois de criares o teu perfil deves pensar numa frase introdutória do teu perfil. Tens de ir para além do “licenciei-me com este curso”, “estou à procura de novas oportunidades de trabalho”. Coloca os teus interesses e inspirações. Diz como vês a tua carreira e o teu percurso. Fala sobre aquilo que te motiva e inspira na tua indústria. A tua tagline é o teu passaporte para te apresentares às pessoas e mostrares que tipo de profissional é que és.

 

Estas são as dicas principais para começares a dinamizar o teu perfil do LinkedIn. Lembra-te sempre que qualquer rede social é um instrumento, pelo que devemos sempre moldá-la à nossa personalidade mas também utilizá-la para o teu melhor proveito. O conselho é este: aplica e vai optimizando, para adaptares o teu perfil aos teus objetivos profissionais.

TORNA-TE GRANDE!
Subscreve à Grandeza
Recebe em primeira mão dicas e novidades sobre Carreira, Empreendedorismo & Motivação!
Quero ser Grande!
Sem SPAM, porque quero que recebas conteúdo útil. Experimenta!
close-link