O Que Aprendi na Pior Semana da Minha Vida

Passou-se há pouco tempo, a semana mais stressante da minha vida.
Foi uma semana, de segunda a sexta-feira, sem parar, cheia de trabalho, a fazer vários projetos ao mesmo tempo.

Acordava e deitava-me sem sentir descanso, só stress.

A quantidade de trabalho aumentou nessa semana, mas o tempo não esticou. Não entendi porque estava a passar por tanto cansaço ou stress. Parecia que nunca havia tempo para concretizar todos os objetivos.
E mesmo que ficasse mais tempo no escritório, havia sempre coisas que só poderia tratar no dia seguinte.
E o dia seguinte recomeçava com mais assuntos a tratar. Mal pegava na caixa de email e ia retirando tópicos da lista, a caixa de email ia enchendo e chegava a hora de almoço.
Morria de fome mas tinha de voltar para fazer mais coisas.

À tarde começava o novo ciclo e depois já eram 18h e eu estava nem perto nem longe de fazer o que queria.

Não sabia porque tinha toda uma pressão em cima de mim que não queria ter e sentia-me frustrada com o cansaço, o stress e os problemas a solucionar. Porque detestava trabalhar assim, sem energia e sem vontade.
Foi uma semana que passou muito rápido e intensamente. Mas só na sexta feira por volta das 20h depois de sair mais uma vez tarde do trabalho e em conversa é que percebi porque tinha de viver esta semana assim.

O que aprendi nestes 5 dias intensos

Tive de aprender a ter um botão off para o trabalho. Tive de deixar de ver e-mails, para não stressar com o que mais teria de fazer no dia seguinte.
Tive de desligar do trabalho a partir das 18h desligar-me do mundo profissional e ir à minha vida, sem trazer as preocupações para casa.
Tive de aprender a cuidar de mim e do meu trabalho. Que mesmo trabalhando numa equipa, devo cuidar dos meus assuntos e prioridades.
Tive de aprender que por mais que as pessoas tenham as suas preocupações eu não posso nem devo cuidar delas.
Que cada um de nós tem objectivos,  pensamentos e preocupações distintas e que reagimos de maneiras diferentes às coisas.

Tive de aprender a pensar estrategicamente

Tive de aprender a organizar o meu tempo, a ter ritmo no trabalho, a estar completamente imersa nas minhas funções e maneiras de resolver problemas.
Tive de aprender a deixar ir, a não tomar os problemas dos outros, a não deixar que os ambientes, as políticas de empresas, a burocracia, as pessoas, as discussões levassem o melhor de mim.
Tive de aprender que as pessoas são profissionais e que as empresas têm uma missão maior do que o nosso trabalho.
Tive de aprender que as pessoas têm emoções e que a liderança e a chefia não é uma ciência exacta, mas que há maneiras e formas de o fazer. Tive de aprender que não existe democracia (hmm será?) nas empresas, uns decidem, outros fazem.

Toda esta aprendizagem foi dura.

Possivelmente vou ter semanas também stressantes mas não devem ser tão esgotastes como esta, porque vou estar mais bem preparada.
Vou saber fazer o meu trabalho da melhor maneira possível e trabalhando com os outros.
Vou saber desligar as preocupações e viver mais a vida fora do escritório.
Vou saber gerir as emoções e as relações profissionais. Vou saber perceber os limites e as políticas.

Dizem que as piores experiências são as melhores lições e não poderia concordar mais.

Depois desta semana, sinto-me mais focada, mais determinada, mais clara nos meus objectivos e concretizações. Sinto-me mais confortável na minha pele e profissionalismo e sinto-me mais confiante nas minhas capacidades.
Sinto que ainda tenho muito para aprender mas que toda a aprendizagem será para o meu benefício. Sinto que estou a crescer muito profissionalmente e isso só me vai trazer enormes frutos no futuro.
Crescer custa. Aprender com os nossos erros ainda mais. Mas é tão bom!
Artigos criados 217

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo