Um Livro para os Recém Licenciados

Um Recém Licenciado tem a importante tarefa de começar a carreira com o pé direito!

Por isso é que hoje venho falar de um livro que me diz muito.

O «Licenciei-me e Agora?» é um guia prático para qualquer recém-licenciado sobre como procurar o primeiro emprego e ter uma boa experiência de entrada no mercado laboral. A escritora, a Catarina Sousa, do blog Joan of July, é uma pessoa de que gosto muito. Sinto que temos o mesmo percurso académico e lidámos com algumas experiências semelhantes que revi no seu livro.

Estive presente na apresentação do seu livro, em Lisboa, e li o livro com toda a atenção e prazer. Há livros que devem ser escritos e este sobre o início de uma carreira é vital para os jovens.

licenciei me e agora livro dicas

O livro lê-se de uma assentada e são discutidas várias ideias importantes:

  • O que procurar numa primeira experiência laboral
  • Onde encontrar a oportunidade certa para ti
  • O que escrever para captares a atenção dos teus potenciais empregadores
  • Como enfrentar as perguntas mais temíveis nas entrevistas de emprego – as respostas da Catarina são concisas e on point!
  • Como viver a procura de emprego de forma a não desanimar

Pode parecer um daqueles livros de auto-ajuda. Não é nada disso. É antes um manual que deve ser lido e revisto, sempre que precisamos de ir a uma entrevista de emprego, sempre que queremos mudar o CV, sempre que queremos perceber que tipo de trabalho devemos procurar. Eu própria já o usei recentemente, para ter as ideias organizadas.

Como o mercado de trabalho está em constante mutação, é bom haver um guia simples, organizado e directo que nos dê algumas regras básicas de como navegar estes mares. E são as experiências dos outros que podem realmente ajudar os recém-licenciados a ter mais sucesso que outras pessoas que enfrentaram a crise.

A Catarina licenciou-se primeiro do que eu, logo sinto que posso aprender muito da sua experiência e de como ela navegou todos os episódios estranhos que passou e que os descreve no livro.

Adorei ler o seu livro porque tem a mesma visão que eu e que eu gostava de transmitir – é cada vez mais importante construir uma carreira com propósito desde o início!

Há décadas atrás, os meus pais tinham um sonho: ir para a faculdade.

Os meus avós não conheciam a faculdade e trabalhavam 40 anos para atingir a reforma. Os meus pais viram o ensino superior como o bilhete para uma vida melhor. Os mestrados que tiraram ajudaram imenso a ter uma carreira favorável.

Foi exactamente isso que os meus pais me ensinaram quando era pequena. Quando reclamava para fazer os trabalhos de casa e dizia que mais valia ter um emprego, eles diziam-me

Filha, o teu emprego é estudar. Se tiveres boas notas e fores boa aluna, tiras um bom curso e serás uma boa profissional.

Os meus pais tinham uma certa razão. Se estudasse bem, iria ter mais opções de emprego e um salário melhor logo à partida.

O problema é que os meus pais não anteviram o mercado de trabalho flexível e o emprego tecnológico que se espalhou nos últimos 20 anos.

Antes os meus pais tinham imensas regalias. Trabalho fixo, salários progressivos, férias e seguros de saúde, carros e gasolinas pagas, férias descontraídas e pouco trabalho de casa.

Eu já não iria ter tanta sorte. Quando eu entrei no mercado de trabalho, reinava a lei dos estágios não remunerados e dos falsos recibos verdes. Os meus pais não me conseguiram ensinar que, quando eu saísse da faculdade, não iria haver emprego para mim e mesmo que existisse, não era bem pago.

Quando me licenciei e cheguei ao mercado de trabalho, tinha imensas esperanças.

Sabia que as coisas estavam más mas não achava que seria tão difícil. Fui a muitas entrevistas mas percebi que não estava a lutar por um estágio com pessoas da minha idade. Eu estava a lutar por um lugar com profissionais com mais de cinco anos de experiência. A minha inexperiência era totalmente colocada de lado quando aparecia alguém com experiência.

Quando fui entendendo o mercado de trabalho, fiquei chateada, frustrada, irritada, triste, desencorajada.

E por isso é que ainda hoje acho essencial o livro da Catarina.

Disse-lho pessoalmente e ela própria o admite: este é o livro que gostaríamos de ter lido quando saímos da faculdade para nos ajudar no mercado de trabalho. Com as dicas da Catarina, certamente que a viagem teria sido diferente. Certamente a viagem da Catarina teria sido diferente. Mas se fosse diferente, este livro poderia nunca ter existido. Por isso tudo tem um propósito, até as más experiências (que resultam em óptimos livros!).

Já leram este livro? O que acharam?

catarina alves sousa livro




TORNA-TE GRANDE!
Subscreve à Grandeza
Recebe em primeira mão dicas e novidades sobre Carreira, Empreendedorismo & Motivação!
Quero ser Grande!
Sem SPAM, porque quero que recebas conteúdo útil. Experimenta!
close-link