Emprego Perfeito? Procura um Emprego Adequado

O emprego perfeito, aquele mito fantástico que os jovens acreditam e os velhos suspiram.

O emprego perfeito seria aquele em que não se trabalha e recebe-se à mesma. Deixando-nos de utopias, o emprego perfeito é aquele com um excelente salário, carro pago, subsídio de alimentação, almoços grátis, um iPhone novo de 2 em 2 anos, ginásio, seguro de saúde e, já agora, que se pode trabalhar a partir de casa. E, se não for pedir muito, sempre grandes pressões de resultados e tudo feito numa boa, uma lógica de o que será, será.

Pronto, vou deixar de lado as brincadeiras e falar mais a sério.

O emprego perfeito varia de pessoa para pessoa, mas acho que podemos apontar algumas características desejáveis pela massa laboral

  • Boa remuneração
  • Bom ambiente
  • Pacote de benefícios atractivos
  • Progressão na carreira
  • Valorização por parte de chefias
  • Sentido de Missão
  • Espírito de Equipa

Acredito que seja possível ter alguns destes pontos no nosso emprego. Quem tem todos os pontos a 100%, parabéns – são as ÚNICAS pessoas do mundo com um emprego perfeito.

Aliás, eu acredito mesmo que não há emprego perfeito, porque a perfeição é um mito. Este emprego duraria cerca de dois dias, pois a insatisfação da natureza humana ia pedir novos brinquedos, novos benefícios, novas perspectivas. E lá se acabava o emprego perfeito.

Podemos ter esta noção de emprego perfeito quando começamos uma nova oportunidade e tudo parece magnífico. Até a nossa natureza humana perceber que a perfeição não existe e metemos defeitos em tudo.

Então se não há emprego perfeito, devemos procurar o emprego ideal.

Este tipo de emprego já não é perfeito mas é quase. É a nossa ideia de emprego perfeito, sabendo que ele não existe. É o nosso próprio sonho criado realidade. É o exótico misturado com realidade. É a eficiência de topo e o salário mais do que suficiente. É o patrão fixe e as festas da empresa com bónus. É o bom ambiente e os clientes super satisfeitos.

De fato, acho mais provável o emprego ideal existir – mas dura pouco tempo. O nosso emprego ideal está intimamente ligado com as nossas motivações e elas vão mudando de dia para dia. Possivelmente aos 20 anos em início de carreira, eu perfira ter um trabalho entusiasmante, dinâmico, com componente internacional para viajar o mundo. Já alguém com filhos, pode preferir um emprego mais de escritório, com horários fixos para poder acompanhar os filhos, e com alguma liberdade de horário.

O emprego ideal para uma pessoa pode não ser para outra, já que valorizamos componentes do negócio dependendo os nossos valores. Assim, o emprego ideal pode variar de ano para ano e segundo as nossas expectativas. Assim, não existe o emprego ideal mas sim vários empregos ideais ao longo da vida.

Fora o perfeito e o ideal, então o que devemos procurar? O emprego adequado!

O emprego adequado é o emprego que, tal como indica, adequa-se à nossa vida. Para percebermos qual é o nosso emprego adequado, devemos responder a três questões essenciais:

  • Este emprego é adequado ao meu talento e objetivos pessoais?

O sector, a área e o cargo que procuramos e decidimos trabalhar varia consoante os nossos valores. Há quem valorize o sentido de missão da empresa, outros valorizam a dimensão da empresa. Uns valorizam as suas skills técnicas, outros querem procurar a complementaridade. O nosso talento e as nossas paixões devem ser tidas em conta quando falamos de motivação e gosto na forma de trabalhar (link)

  • Este emprego é adequado aos meus objetivos financeiros?

Não nos vamos enganar, a remuneração salarial faz parte de um emprego valorizado pelas pessoas. Devemos ter em conta um emprego que nos satisfaça a nível de objetivos financeiros. E não estou só a falar do cheque ao final do mês. Se queremos poupar dinheiro, possivelmente não vamos escolher um emprego nos dê um aumento da despesa no transporte. Também outras pessoas podem valorizar uma remuneração mais baixa mas a possibilidade de ganhar à comissão ou a trabalhar a partir de casa. O emprego adequado deve também incorporar os nossos objetivos financeiros a curto e longo prazo.

  • Este emprego é adequado ao meu estilo de vida?

Fazemos o que gostamos, ganhamos bem e vamos ser promovidos, mas detestamos não ter tempo para a família? Então não é o emprego adequado. O equilíbrio entre vida pessoal e profissional é altamente valorizado pelos colaboradores. No momento de decisão, devemos pensar que estilo de vida queremos ter e que tipos de trabalhos podem estimular o nosso projeto de vida.

 

Se o emprego perfeito não existe e o ideal pode defraudar as expectativas, o emprego adequado é o melhor!

Em resumo, um emprego adequado é aquele que converte as nossas paixões em talentos interessantes; que está alinhado com os nossos objetivos financeiros; e que fomenta um equilíbrio satisfatório entre a vida pessoal e a vida profissional. Se estás a procurar novas oportunidades de carreira, pensa nestas três questões e descubre qual o emprego adequado para ti!

TORNA-TE GRANDE!
Subscreve à Grandeza
Recebe em primeira mão dicas e novidades sobre Carreira, Empreendedorismo & Motivação!
Quero ser Grande!
Sem SPAM, porque quero que recebas conteúdo útil. Experimenta!
close-link