Carreira | Motivação | Lifestyle

Em que gastar mais: Malas ou Calçado?

Vamos responder a uma das perguntas mais inquietantes da moda…com a resposta contrária.
Malas e sapatos são duas das grandes paixões das mulheres (e dos homens também!). Eu juntaria a estas duas paixões os casacos, como blazers, casacos de inverno, casacos de cabedal, tudo. Mas metam-me umas botas, uns ténis e uma mala shopper à frente e eu não sei bem o que fazer ao dinheiro.

Li uma vez um artigo com a afirmação de que devíamos gastar mais dinheiro em malas do que em calçado. Ou seja, se tivessemos de optar por uma mala cara de um designer ou uma mala mais normal, devíamos investir na mala cara, porque era uma mala que iria durar uma vida.

Com o calçado, a lógica era inversa: não nos devíamos preocupar tanto com sapatos caros porque o calçado é usado todos os dias, logo gasta-se mais.

Eu também pensava assim até há um ano atrás e quando se fala em que mais se devia gastar dinheiro em termos de moda, eu digo sempre que um dos mais importantes investimentos é o calçado.

O calçado é o mais importante porque sustentam o nosso corpo. Tal como refere um artigo da Business Insider, não descures aquilo que te separa do chão. O chão é irregular, sujo, e nós precisamos de andar para nos movermos. Todos os dias andamos e por isso todos os dias o nosso corpo, o nosso peso, o nosso movimento depende daquilo que nos mantém em pé. E por isso os pés devem ser muito bem cuidados e preservados – e daí a importância do calçado.

Se o calçado gasta-se mais que uma mala? Claro que sim, pois nem sempre andamos de mala ao ombro: ela está na cadeira, na mesa, no cabide. Já os pés não podem ficar descansados num sítio. Estamos sempre com eles e precisamos deles para nos mexermos, descontrair, fazer exercício, caminhar, brincar, arrumar.

Sim, o calçado gasta-se mais e é por isso mesmo que devemos investir neles, para que durem mais. Não só é importante ter vários pares de sapatos para ir rodando para prolongar a sua duração, como também é fundamental ter sapatos com boa sola e têxteis, para que haja conforto no descanso e no movimento.

Para este verão o meu maior desafio é encontrar umas sandálias bonitas, práticas e versáteis, que tanto dêem para o trabalho como para o fim-de-semana. Podem haver modelos a 10/20 euros mas prefiro gastar mais uns euros e ter algo que me pode durar vários anos. Porque a Moda é algo importante mas a Saúde é bem mais!