O vício dos telemóveis – não, não é nada difícil desconectar

Dizem que passamos o dia todo agarrados ao telemóvel porque somos viciados – mas isso não é verdade.
É o maior vício das pessoas estarem agarradas ao telemóvel a fazer scroll.
Se tivermos num consultório médico, as pessoas estão no telemóvel a passar o tempo.
No metro as pessoas estão a ver o telemóvel a ir para o trabalho.
No trabalho, quando há uma pausa, pegam no telemóvel.
Se está a haver uma conferência ou uma formação, há sempre o coffee break para o cigarrinho e para ver as notificações no Facebook.
Se vamos entrar num restaurante ou num hotel, pedimos primeiro a passe do WI-FI.
Estamos num café à espera da bebida ou da comida e estamos no telemóvel.

Dizem que é a praga do século XXI, que as pessoas já não sabem socializar sem um ecrã à frente. Há pessoas que fazem experiências de desligar as redes sociais por uma semana, há programas de detox da vida digital, de tão grande que é o seu papel nas nossas vidas. Há estudos que mostram que se a maioria das pessoas saísse de casa sem o telemóvel, voltavam atrás para o ir buscar, pois não podem viver sem ele.

Dizem que desconectar é o mais dífícil. São tantas distrações, tantas aplicações, tantos updates para saber quem fez o quê. Há até o síndrome do FOMO (fear of missing out), que explica o facto de estarmos constantemente online para não perdermos aquela piada dos nossos amigos ou aquela festa onde todos foram.

As redes sociais são tão importantes que há até pessoas que vivem das redes sociais, isto é, o seu trabalho é estar nas redes sociais e pesquisar sobre redes sociais…como é que essas pessoas podem fazer unplugged? Será possível sequer alguém fazer uma desconecção da Internet?

O truque não é fazer unplugged mas perceber porque estamos ligados.

É muito fácil desconectar: porque ou estás ligado porque estás a trabalhar (e aí o tempo é bem aproveitado) ou então estás ligado a não fazer nada.

É esse o verdadeiro problema das redes sociais: só faz sentido se não for a sério. Não tem mal nenhum estar sempre conectado, a ver as redes, desde que faça sentido. Foi por isso que decidi não fazer scroll, para poder estar apenas ligada quando é necessário. Quero continuar a utilizar redes sociais mas a sua utilização tem de fazer sentido para mim.

Faz sentido estar a almoçar com a família e desconectar as redes? Claro.
Mas se estamos à espera de uma resposta urgente, não estamos ligados só porque sim, estamos a trabalhar.

Aquilo que tenho de perceber é qual o significado que as redes sociais têm para mim.
Se estou em viagem e quero falar com a minha família, é normal que utilize o telemóvel como forma de comunicação.
Se estou à procura de contactos relevantes para o meu negócio, é normal que passe mais tempo na Web.
Se tenho um negócio digital e as minhas receitas vêem de promoções em redes sociais, é normal passar mais tempo a verificar esses redes.

Estarmos agarrados ao telemóvel é algo que faz parte da sociedade, mas devemos saber regular o nosso tempo conforme a nossa necessidade. E aproveitar o tempo como deve ser, porque o tempo é o nosso bem mais bem precioso e ele deve ser usado da melhor maneira, quer seja com um telemóvel, quer seja com a família.

Artigos criados 206

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo
TORNA-TE GRANDE!
Subscreve à Grandeza
Recebe em primeira mão dicas e novidades sobre Carreira, Empreendedorismo & Motivação!
Quero ser Grande!
Sem SPAM, porque quero que recebas conteúdo útil. Experimenta!
close-link