O Dia Internacional da Mulher não é hoje

Assinalar datas importantes é sempre aquele paradoxo: vou assinalar a data porque não posso deixar escapar a oportunidade ou vou ignorar o facto de estar toda a gente a celebrar, porque isto nem deveria ser celebrado porque deveria ser vivido todos os dias?

Temos mais um Dia Internacional da Mulher e quase que me esquecia dele.

Não porque não me é importante, mas simplesmente porque eu vivo todos estes assuntos ligados ao feminismo – salários iguais, licenças de maternidade pagas, assédio sexual, fundamentalismos políticos, liberdade – todos os dias.
Não é hoje que tenho de reservar espaço no meu blogue para falar sobre este assunto. Não é hoje que tenho de dedicar especial atenção a estes assuntos. Não é hoje que tenho de tirar 20 minutos da minha manhã para poder falar sobre o que é ser mulher.
Não é hoje porque não é SÓ hoje mas sim todos os dias. Porque não gosto de fazer as coisas só porque o calendário e o mundo todo dizem-me para o fazer (sou uma rebeldezinha que mal vê uma carneirada a ir para a direita, foge a mil pés para a esquerda. Desculpem-me…).
Mas – e lá vem aquele mas gigante que torna isto tudo num paradoxo – ficar calada não é possível quando é um tema que nos é próximo, quando são assuntos que nos afectam directamente na pele e que são de uma tremenda injustiça – porque num mundo em que já se fazem transplantes de corações artificiais, ainda não é possível perceber a igualdade de salários, as licenças de maternidades (e paternidade) pagas ou o assédio sexual como algo estúpido e criminoso?
Por isso, prefiro falar o pouco que seja hoje e hastear a minha bandeira para outras alturas, para quando os temas me puxam para falar dos mesmos. A minha bandeira não é hasteada no dia 8 de março, mas sim todos os dias, todos os momentos em que é preciso levantar a voz para que a mudança aconteça.
E hoje, já que estamos despertos para isso, vou levantar a voz para relembrar que as mulheres continuam a querer direitos e continuam a viver as suas vidas em discriminação ontem dia 7, amanhã dia 9, e o resto do ano – por isso o Dia Internacional da Mulher é bonito, mas não é hoje.

 

 

  • Muita gente não concorda com o dia, mas ao menos existe um dia no ano, em que muitas mulheres olham para si… Independente de qual for…

  • Ainda bem que há o dia mas se realmente houvesse igualdade será que era preciso haver um Dia Internacional da Mulher?
    Vamos progredindo ano após ano e depois veremos se faz sentido celebrar ou nao…

TORNA-TE GRANDE!
Subscreve à Grandeza
Recebe em primeira mão dicas e novidades sobre Carreira, Empreendedorismo & Motivação!
Quero ser Grande!
Sem SPAM, porque quero que recebas conteúdo útil. Experimenta!
close-link